Imagem da matéria: Binary Bit usa nome da CVM para dar credibilidade a possível fraude, diz órgão regulador

A empresa Binary Bit, que usava indevidamente o nome da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), para dar credibilidade aos investidores passará a ser investigada por suspeita de atuar em esquema de pirâmide financeira.

A CVM emitiu um alerta aos investidores na terça-feira (20) sobre o caso.

Publicidade

A autarquia abriu um processo administrativo contra Binary Bit e constatou indícios de sua atuação num esquema de fraude. O caso foi levado ao Ministério Público do Estado de São Paulo, que passará a investigar a atuação da empresa.

Segundo o órgão regulador, a Binary Bit vinha se promovendo com o uso indevido do seu nome e do seu superintendente, Alexandre Pinheiro dos Santos, “com a finalidade de transmitir aparência de credibilidade para possível esquema de fraude”.

Suspeita de Pirâmide

A empresa chegou a divulgar que o Superintendente da CVM estaria presente em um dos eventos promovidos por ela em Salvador (BA). Numa das divulgações feitas no Youtube, a Binary Bit usou uma palestra dada por Santos no III seminário de infrações e sanções nos serviços públicos regulados, evento que nada tinha a ver com a empresa.

A empresa anunciou no último dia 14 o evento que supostamente contaria com a participação do Superintendente da CVM:

“Assistam só os primeiros segundos deste vídeo para verem quem é o Alexandre Pinheiro na CVM, a presença dele e sua participação na Convenção Nacional da Binary Bit vai fortalecer a credibilidade da empresa no segmento”.

Atuação irregular da Binary Bit

A CVM esclarece que o vídeo “diz respeito a um evento ocorrido em 2012 e está sendo utilizado indevidamente com legenda falsa alusiva à Binary Bit e ao referido evento em Salvador”.

Publicidade

Em razão dos fatos específicos envolvendo o uso indevido da CVM bem como do seu Superintendente Geral, o órgão informou o caso ao Departamento de Polícia Federal com ao qual mantém um acordo de cooperação.

Num outro vídeo promovido pela empresa, a Binary Bit se autodenomina uma empresa de marketing multinível. A empresa, contudo, afirma que não trabalha com investimentos e que se dedica tão somente a educação financeira.

A questão é que no hotsite feito para promover uma convecção que teria ocorrido na Arena Fonte Nova em Salvador com o show do cantor Saulo, a empresa promete retorno financeiro de 1% a 3% ao dia, por meio de um “robô de rentabilidade”.


 Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

O jogador do Atlético Mineiro está desde o ano passado atrás dos valores investidos na WLJC Gestão Financeira através de Bigode
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

Polícia do RJ investiga grupo acusado de roubar R$ 30 milhões com pirâmide financeira

Para ganhar a confiança dos investidores, a empresa fraudulenta fazia convites para assistir jogos de futebol em camarote do Maracanã
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Quase 80% dos brasileiros desejam mais regulamentação em cripto, aponta pesquisa

Pesquisa que abrangeu América Latina teve 827 respondentes no Brasil, entre usuários e não usuários de criptomoedas
Imagem da matéria: Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Atlético-MG, Bahia, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Internacional, São Paulo e Vasco da Gama são times que integram a nova campanha da Chiliz