Imagem da matéria: Binance procura Community Manager para atuar no Brasil
(Foto: Shutterstock)

Considerada a maior corretora de criptomoedas do mundo, a Binance tem uma vaga aberta para o posto de Community Manager no Brasil. As inscrições vão até o final de fevereiro e devem ser feitas por meio da página da exchange no LinkedIn.

A principal função do cargo é administrar e expandir a comunidade Binance no Brasil. O escolhido vai gerenciar fóruns de discussão, dar suporte e responder a dúvidas de usuários por meio da presença em redes sociais e em aplicativos como o Telegram, entre outras tarefas.

Publicidade

Podem se candidatar pessoas de todo o país, independentemente da localização. O trabalho é em esquema home office, o que exige do escolhido flexibilidade quanto ao horário de expediente e acesso a internet banda larga.

Além de forte conhecimento de criptomoedas e blockchain, o candidato deve estar atento às tendências e debates do mundo cripto. Também precisa ter familiaridade com plataformas como Facebook, Telegram, LinkedIn, YouTube, Twitter, Instagram e Medium.

A vaga não cita valores, mas a Binance promete remuneração competitiva com o que o mercado oferece, além de condições flexíveis de trabalho e outros benefícios.

“A Binance está em crescimento contínuo no Brasil, e busca ampliar seu contato e atividades com a comunidade, através de eventos e campanhas online. Procuramos alguém engajado, mão na massa, apaixonado pelo mercado de cripto e que queira contribuir com nossos usuários”, explica Mayra Siqueira, PR da Binance no Brasil.

Publicidade

Binance na América Latina

Sediada atualmente em Malta e chefiada pelo chinês-canadense Changpeng Zhao (CZ), a Binance tem direcionado esforços para a América Latina, especialmente Brasil e Argentina.

Em dezembro de 2019, a exchange passou a permitir a brasileiros e argentinos a compra direta de criptomoedas com Real (BRL) e Peso Argentino (ARS) por meio da sua plataforma crypto-fiat.

Entre as criptomoedas disponíveis a brasileiros e argentinos estão o Bitcoin (BTC), Binance Coin (BNB), Ethereum (ETH) e stablecoins, como BUSD.

“Há uma grande demanda por criptomoedas na América Latina, especialmente por acesso facilitado a serviços financeiros”, disse CZ à época do anúncio.

Publicidade

Para dar suporte a essa expansão, no final de janeiro a exchange anunciou a contratação do advogado e ex-consultor da JP Morgan Josh Goodbody, que tem como missão liderar o crescimento regional e os mercados institucionais na Europa e América Latina.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin e bandeira dos eua

Governo dos EUA transfere parte da reserva de US$ 2 bilhões em Bitcoin para Coinbase

Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a mover parte dos 2 bilhões de dólares em BTC para endereço da Coinbase
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos cripto brasileiros ficam pela segunda semana consecutiva atrás apenas dos EUA em captação
Imagem da matéria: ETF de Bitcoin da BlackRock é o 3º mais investido por brasileiros no exterior

ETF de Bitcoin da BlackRock é o 3º mais investido por brasileiros no exterior

Produto da BlackRock fica atrás apenas dos ETFs que seguem o índice S&P 500 e o setor imobiliário dos EUA
Paolo Ong, da SEC Filipinas

Termina prazo para saída da Binance das Filipinas e reguladores avisam: “Não há como sacar fundos após bloqueio”

“Não podemos endossar nenhum método de como retirar seu dinheiro agora que a ordem de bloqueio foi emitida”, disse o regulador filipino