Imagem da matéria: Binance bloqueia US$ 1 milhão em criptomoedas de contribuidor da Tezos
Foto: Shutterstock

A corretora Binance levantou a fúria de parte da comunidade cripto após bloquear US$ 1 milhão em criptomoedas do usuário “TezosBakingBad”, um conhecido colaborador de ferramentas da blockchain Tezos.

Na quinta-feira (25), ele contou aos seguidores no Twitter que sua conta corporativa estava congelada desde o dia 1º de julho, sem que a corretora lhe fornecesse qualquer explicação sobre o bloqueio.

Publicidade

“Hoje todos os nossos saldos foram zerados (mais de US$ 1 milhão). Temos todos os materiais para iniciar a investigação e informar a comunidade, mas por enquanto fique longe da Binance e CZ”, disse o tuíte acompanhado por um print com os balanços de BTC, ETH, XTZ, USDT, e outros tokens mantidos por ele na plataforma.

A Binance, no entanto, foi se defender no Twitter e explicar as razões do bloqueio. Na sua resposta, a corretora explicou que estava apenas seguindo ordens das autoridades.

“A conta em questão foi restringida como resultado de uma solicitação de aplicação da lei, da qual @TezosBakingBad está bem ciente, pois ele já foi avisado disso várias vezes e forneceu o formulário de contato através do nosso sistema de chat de suporte em 7/6, 7/12 e 7/22.”

Depois disso, o usuário contra-atacou, dizendo que embora ele tenha preenchido tais formulários, não recebeu nenhuma resposta da corretora após passar o prazo de 20 dias. “Então parece que eles [autoridades] não têm nada a ver com isso e a decisão é de Binance”.

Publicidade

Mais uma vez, a Binance defendeu que estava seguindo suas obrigações e que tinha “controle zero” sobre o processo de desbloqueio.

Bloqueios na Binance

Diferente do caso acima, em que a Binance alega ter uma ordem judicial para restringir a conta do cliente, bloqueios parecidos aconteceram no Brasil no mês passado, quando alguns investidores foram impedidos de sacar dinheiro da corretora.

Para voltar a ter essa operação disponível na conta, usuários tiveram que preencher uma espécie de “declaração de riqueza”, na qual a corretora pedia dados sobre suas situações financeiras.

Entre as informações que o investidor deveria fornecer estava o valor da renda anual, qual vínculo empregatício possuía, para qual empresa trabalhava, além do valor de todos os ativos que possuía como riqueza, bem como a forma que foi capaz de acumular tal patrimônio ao longo do tempo. 

Publicidade

Em alguns casos, a Binance também enviava ao usuário uma lista de transações feitas na plataforma pedindo que ele explicasse qual era o motivo de ter feito tais movimentações.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de moeda NOT dourada com logotipo do jogo Notcoin do Telegram

Notcoin cai 14% após novo projeto desagradar comunidade

Jogo viral do Telegram, Notcoin sofre um grande golpe à medida que o “recomeço” anunciado pelos criadores não surtiu efeito na comunidade
Imagem da matéria: Juiz pede bloqueio de eventuais criptomoedas de ex-diretores da Americanas

Juiz pede bloqueio de eventuais criptomoedas de ex-diretores da Americanas

Sequestro de bens de ex-executivos da Americanas inclui ainda contas correntes e aplicações financeiras, veículos — aeronaves e embarcações — e imóveis
ingresso nft sympla

Tribunal dos EUA deve decidir se NFTs são valores mobiliários em processo contra DraftKings

O autor da ação coletiva “alegou plausivelmente que os NFTs da DraftKings satisfazem três vertentes do teste de Howey”, escreveu o juiz
Imagem da matéria: Comércio pré-mercado de Hamster Kombat expande à medida que o lançamento se aproxima

Comércio pré-mercado de Hamster Kombat expande à medida que o lançamento se aproxima

Bybit é a mais recente exchange a entrar na disputa, permitindo a negociação de pontos do jogo antes do lançamento do token on-chain