Imagem da matéria: Banco diz ter descoberto fonte do roubo de R$ 246 milhões em criptomoedas de uma exchange japonesa
(Foto: Shutterstock)

Especialistas em segurança cibernética da Japan Digital Design (JDD), uma subsidiária do Mitsubishi UFJ Financial Group (MUFG), dizem ter encontrado informações possivelmente reveladoras sobre os atores por trás do roubo de US$ 60 milhões da exchange japonesa de criptomoedas Zaif.

A empresa anunciou em um comunicado de imprensa que está investigando a saída de fundos da Zaif desde logo após o hack. Uma vez que alguns dos fundos roubados, na criptomoeda Monacoin, começaram a ser movidos no final do mês passado, a Japan Digital Design disse que era capaz de identificar a fonte.

Publicidade

Sem muitos detalhes, a empresa afirmou que foi a última criptomoeda – a Monacoin, cujo valor de mercado é de apenas US $ 73 milhões – que permitiu que os pesquisadores obtivessem dados sobre os invasores. Aparentemente, o JDD usou uma matriz de nodes MONA hospedados em nuvem para analisar transações envolvendo os fundos roubados e identificar pistas sobre a identidade dos invasores, como o endereço IP de origem.

“Desde que a Monacoin começou a se mover a partir de 20 de outubro, estimamos a fonte de cinco transações em questão e fornecemos informações às autoridades sobre as características do originador da transação”, disse a JDD.

“Na investigação da moeda virtual que vazou, a rota de remessa foi analisada através da análise estática do blockchain, mas com esse esforço, implantando o node da moeda virtual em grande escala após a saída da moeda virtual, verificamos se podemos obter pistas como endereço IP de origem, etc. Também obtivemos dados úteis para entender a precisão das informações e o custo do rastreamento ”, disse o comunicado.

O roubo aconteceu em setembro

Em setembro, a exchange japonesa Zaif, licenciada no Japão, confirmou em um comunicado que havia sido hackeada. Desde o dia 14 de setembro com depósitos e saques paralisados e causando sérios problemas aos clientes, a empresa foi a público, na época, confirmar que seus endereços quentes (hot wallets) foram violados e parte dos fundos foram retirados ilegalmente.

Publicidade

Eles confirmaram o roubo de 5.966 bitcoin (BTC), além de quantias em bitcoin cash (BCH) e Monacoin (MONA). A quantidade total estimada, porém, é de 6,7 bilhões de Iene, equivalente a R$ 246 milhões. Desses 6,7 bilhões, 4,5 são de clientes, sendo o restante da própria exchange.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
moedas de bitcoin e letras ETF

Fundos de Bitcoin e Ethereum atraem outros US$ 185 milhões em meio ao hype do ETF de ETH

Os fundos cripto em todo o mundo arrecadaram US$ 15 bilhões até agora, com a maior parte do dinheiro recente fluindo para ETFs de Bitcoin à vista
celular com logo GameStop com fundo azul

Roaring Kitty reaparece e ações da Gamestop e token GME disparam de preço

Na noite domingo (2), as ações NYSE:GME subiram 19% enquanto a memecoin GME disparou mais de 200%
Imagem da matéria: História da GAS Consultoria não é só Faraó: autor de livro destaca papel fundamental de Mirelis

História da GAS Consultoria não é só Faraó: autor de livro destaca papel fundamental de Mirelis

“Foi um casamento perfeito. Ele virou um garoto-propaganda do negócio que a Mirelis operava”, afirma escritor Chico Otávio
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin segue em queda e perde os US$ 67 mil refletindo sinais do Fed

Manhã Cripto: Bitcoin segue em queda e perde os US$ 67 mil refletindo sinais do Fed

Mercado de criptomoeda caminha para fechar a semana no negativo após o Fed indicar apenas um corte de juros no ano, com o Bitcoin voltando para US$ 66 mil