Imagem da matéria: Baleia anônima transfere quase R$ 1 bilhão em Bitcoin e paga taxa de R$ 10
Foto: Shutterstock

Na tarde de segunda-feira (3), um investidor foi capaz de transacionar quase R$ 1 bilhão em bitcoin em uma única transação, pagando uma taxa ínfima de apenas R$ 10.

A movimentação de alto valor chamou atenção do Whale Alert, perfil do Twitter que rastreia grandes transações na blockchain do bitcoin. 

Publicidade

Segundo o perfil, foram 9,426 BTC transferidos de um endereço anônimo para outro cujo detentor também é desconhecido. Dessa forma, não é possível afirmar que o bitcoin foi enviado para uma corretora para ser vendido no mercado, e pode se tratar de uma realocação de fundos entre carteiras de propriedade da mesma baleia — termo que se refere a investidores com grandes balanços de criptomoedas.

Na atual cotação, de R$ 103,1 mil do bitcoin, nesta terça-feira (4), a quantia movimentada ontem equivale a R$ 972,3 milhões. Para transacionar todo esse volume, a baleia pagou uma taxa de 0.00010712 BTC, que representava apenas R$ 10,60 no momento da transação.

Taxa da rede do Bitcoin poderia ser ainda menor

As baixas taxas cobradas do investidor para ter sua transação adicionada na blockchain reflete um momento de tranquilidade na rede do bitcoin.

De acordo com o gráfico do BitInfoCharts, a taxa média de transação da criptomoeda líder do mercado mostrou pouca oscilação desde o início do ano, sem ultrapassar o nível de US$ 2 desde agosto.

Publicidade

A baleia, na verdade, poderia ter pago uma taxa ainda menor por sua transação de ontem, já que naquele momento a taxa média cobrada pela rede do bitcoin estava por volta de 0.000041 BTC (R$ 4,18).

A taxa um pouco maior paga pelo investidor se deve ao fato de ele usar um endereço mais antigo do bitcoin (P2PKH) ao invés de um baseado no padrão Segwit, que confere taxas mais econômicas ao usuário. 

“Essa transação poderia economizar 46% em taxas ao atualizar para o SegWit-Bech32 nativo ou 34% ao atualizar para o SegWit-P2SH”, aponta o site Blockstream na página de detalhes da transação.

O endereço do investidor anônimo em questão foi criado em dezembro de 2018 e já recebeu cerca de 230 transações. Até o final de setembro, essa baleia aparecia na 73ª posição no ranking do BitInfoCharts das maiores carteiras de bitcoin do mundo, quando detinha pouco mais de 11 mil BTC.

Publicidade

As movimentações no início de outubro, no entanto, fizeram a baleia perder essa colocação, embora ainda armazene 700,9 BTC (R$ 72,2 milhões) no seu endereço de origem.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Deputados pedem que EUA tratem diretor da Binance preso na Nigéria como refém

Numa resolução apresentada ao Congresso, os deputados French Hill e Rich McCormack apelaram à libertação de Tigran Gambaryan
Imagem da matéria: Donald Trump quer lançar sua 4ª coleção de NFTs

Donald Trump quer lançar sua 4ª coleção de NFTs

Embora a figura do ex-presidente esteja mais em evidência do que nunca, o desempenho dos NFTs de Trump tem sido historicamente inconsistente
antonio neto e fabricia campos braiscompany

Diretor do Procon explica como clientes da Braiscompany vão recuperar dinheiro

Segundo o promotor Romualdo Tadeu, já existe um processo coletivo contra a Braiscompany, mas clientes poderão pedir indenizações individualmente
Moeda de Bitcoin à frente de logo da Mt. Gox

Reembolsos de Bitcoin da Mt. Gox se aproximam: veja as previsões

Já faz uma década, mas não vai demorar muito mais, pois bilhões de dólares em Bitcoin estão a caminho dos credores da falida exchange