Maior corretora de criptomoedas dos EUA se prepara para o mercado de ações, diz Reuters
Foto: Shutterstock

Após as corretoras apresentarem as suas carteiras recomendadas para o mês de março, é possível definir quais são as ações mais populares entre os analistas.

Dessa maneira, acompanhe a lista das ações favoritas dos especialistas, assim como o processo para a sua elaboração.

Publicidade

Como a lista foi feita? 

Em primeiro lugar, ocorreu a reunião de 35 carteiras de diferentes instituições entre corretoras, bancos e casas de análise.

Em seguida, aconteceu a listagem de todos os ativos mencionados, iniciando do mais recomendado até aqueles que receberam o número mínimo de indicações.

Posteriormente, foi feita a filtragem para encontrar as ações que tiveram ao menos quatro recomendações. Sendo assim, a lista abaixo reuniu 6 companhias ao fim do processo.

Ações mais recomendadas de março

Em resumo, a lista das ações preferidas pelos analistas para comprar em março é a seguinte:

EmpresaTickerIndicações
KlabinKLBN119
SuzanoSUZB37
JBSJBSS35
MinervaBEEF35
CosanCSAN34
MarfrigMRFG34

Destaques: Klabin (KLBN11) e Suzano (SUZB3)

Conforme a lista, a Klabin (KLBN11) se destacou por receber a recomendação de investimento por nove instituições, seguido da Suzano (SUZB3), com sete indicações.

Nesse caso, ambas as companhias apresentam semelhanças por estarem no mesmo segmento e vivenciado um cenário em comum. Um desses fatores, por exemplo, é a oscilação de preço da madeira e celulose. 

Em resumo, essa variação do preço dessas commodities pode impactar em maiores ganhos de receita, enquanto auxiliam a ajustar seus volumes. Devido a isso, algumas instituições estão atualizando as suas avaliações sobre as companhias, inclusive. 

Publicidade

Quem foram os envolvidos?

Durante o processo de coleta das carteiras de ações recomendadas, a Money Times obteve os relatórios de 35 instituições. São elas: Ágora, Ativa, Bank of America, Banrisul, BB Investimentos, Benndorf, BTG Pactual, Capital Research, CM Capital, Coinvalores, Daycoval, Easynvest, Eleven, Empiricus, Exame Research, Flip Investimentos, Genial, Guide, Inter Research, Inversa, Itaú BBA, Mirae, ModalMais, MyCap, Necton, Nova Futura, Planner, Safra, Santander, Singulare, Suno, Terra, Toro, Warren e XP Investimentos.

VOCÊ PODE GOSTAR
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken