Imagem da matéria: Após vender 30 milhões de tokens, exchange brasileira Criptohub atrasa lançamento
(Foto: Shutterstock)

A exchange brasileira de criptomoedas Criptohub adiou o lançamento da plataforma para o dia 09 de agosto. O anúncio original era que ocorreria no dia 06. Segundo a empresa, o motivo desse adiamento se deu por conta de “um pequeno atraso na importação dos usuários”.

Ao acessar o site da startup brasileira há uma informação que diz que a ICO (Initial Coins Offering) já estava finalizada, mas com um pequeno detalhe de que a “Exchange será lançada em 09 de agosto”:

Publicidade

“Por motivos de pequeno atraso na importação dos usuários, informamos a todos que a CriptoHub será lançada Quinta-Feira 09/08 às 14 horas, horário de São Paulo para todos seus usuários.”

Na mensagem, a operadora afirma que lamenta pelo “pequeno inconveniente”, que conta com “o apoio de todos” e que vão “começar com toda força quinta-feira.”

ICO da Criptohub

Desde que a Criptohub anunciou a abertura de sua ICO, a startup tem vendido seus tokens baseados na sua moeda virtual Criptohub Coin (CHBR).

Até então, de acordo com a empresa, foram comercializados quase 30 milhões desses tokens, que são representações digitais desse novo criptoativo. A Criptohub Coin foi criada com base na Ethereum (ERC20).

Publicidade

Segundo informações do seu White Paper da Criptohub, cada token tem sido comercializado no valor de 0,0005 Ethereum:

“O Token CriptoHub Coin (CHBR) será oferecido na forma de um Smart Contract ERC20, tecnologia Ethereum e, ante a própria essência dessa tecnologia, uma vez executado, este contrato não pode ser alterado.”

A questão é que uma Initial Coin Offering é uma espécie de arrecadação de fundos para viabilizar projetos que envolvam a criação de criptoativos. Isso facilita e muito para que uma companhia angarie investimento sem que para isso necessite de terceiros.

O total de tokens oferecidos pela empresa até o momento é 55 milhões, mas existe um limite de até 100 milhões. A Criptohub se comprometeu ainda a não emitir novos tokens e aqueles que não forem vendidos devem ser destruídos.

A startup promete em seu site que, além de trabalhar com seu criptoativo, fará câmbio de outras 19 moedas criptografadas, incluindo o Bitcoin e o Ethereum.

Publicidade

A companhia afirma que as transações não deverão passar de 48 horas para serem concluídas e promete aos usuários que tiverem o criptoativo CHBR na sua carteira descontos progressivos nas operações que podem chegar até 90%, a depender da quantidade de Criptohubs que a pessoa tenha.

O fato é que, apesar de a exchange anunciar a finalização com sucesso, os usuários terão ainda de aguardar três dias para o seu lançamento.

Leia também: Foxbit, Mercado Bitcoin e Braziliex vão lançar associação de criptomoedas no final de agosto

VOCÊ PODE GOSTAR
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo
Ilustração mostra logotipo Solana à frente de gráfico de trading

Fundação Solana pune validadores acusados de “ataque do sanduíche”

Os ataques do sanduíche (sandwich attacks) vão contra as regras estabelecidas pela Fundação; Entenda
Celular com logotipo da BInance

Binance lista nova criptomoeda com Real (BRL) que já subiu 30%

O token Lista DAO decolou até 30% na madrugada desta sexta (21)
Kabosu, a cachorrinha Shiba Inu que inspirou a Dogecoin

Desculpem fãs da Dogecoin: plano de pagamentos do Twitter não inclui criptomoedas

O apoiador da Dogecoin, Elon Musk, está trabalhando para o lançamento de um serviço de pagamentos no Twitter que supostamente não inclui cripto por enquanto