moedas de Bitcoin sobre notas de ienes
Shutterstock

A Metaplanet, uma empresa de investimento pouco conhecida que negocia na Bolsa de Valores de Tóquio, anunciou planos para adotar o Bitcoin (BTC) como seu “principal ativo de reserva do tesouro” — um movimento que quase dobrou o preço de suas ações.

Na segunda-feira (8), a empresa confirmou em um tweet que já tinha aplicado 1 bilhão de ienes (cerca de US$ 6,5 milhões) no ativo, representando naquela altura quase metade da sua capitalização total de mercado.

Publicidade

“Este pivô estratégico não se trata apenas de abraçar ativos digitais, mas também de ser pioneiro em um futuro onde as finanças encontram a inovação em sua essência”, escreveu a Metaplanet.

Após o anúncio, as ações da companhia saltaram 90%, de 19 JPY no fechamento de segunda-feira para 36 JPY no fechamento de terça (9). A empresa negociou 69 milhões de ações naquele dia — um salto extraordinário superior à média de 928.000 ações, de acordo com dados do Google Finance.

É um padrão familiar para empresas que integram o Bitcoin, ilustrado de forma mais impressionante pela empresa de software MicroStrategy (MSTR). Desde agosto de 2020, quando adotou o Bitcoin como principal ativo de investimento de suas reservas, as ações da empresa de Michael Saylor subiram quase 1.000%, de US$ 146 para mais de US$ 1.400 atualmente.

A adoção do Bitcoin pela Metaplanet gerou uma enxurrada de comparações com a MicroStrategy. Na verdade, seu CEO, Simon Gerovich, retuitou várias postagens em sua conta no X, comparando o Metaplanet à “primeira MicroStrategy da Ásia”.

Publicidade

“O produto permitirá que os japoneses ganhem exposição ao Bitcoin sem pagar um imposto sobre ganhos não realizados que pode chegar a 55%”, tuitou o fundador da Sora Ventures, Jason Fang. “Também permitirá que qualquer pessoa com uma conta na Bolsa de Valores de Tóquio obtenha exposição ao Bitcoin sem quaisquer riscos regulatórios.”

A empresa de Fang está apoiando a incursão da Metaplanet no Bitcoin, junto com a UTXO Management, o ex-CSO da OKX, Jack Liu, e o CEO da Morgan Creek Capital, Mark Yusko.

Metaplanet investe em Bitcoin

O Japão não tem um ETF de Bitcoin padronizado no momento, embora recentemente tenha permitido que fundos de investimento detenham ativos digitais, depois que os reguladores dos EUA aprovaram ETFs de Bitcoin à vista  em janeiro.

Mesmo nos EUA, as ações da MicroStrategy encontraram um papel para os investidores como um “ETF de Bitcoin com vantagens”, incluindo taxas baixas e uso modesto de alavancagem para adquirir mais BTC. Atualmente, as ações da empresa subiram 102% no acumulado do ano, contra o aumento de 57% do Bitcoin.

Publicidade

De acordo com informações no seu site, os negócios da Metaplanet vão desde investimentos em imóveis até consultoria em Web3. Ainda não há nenhuma palavra sobre a compra de outros ativos digitais mais comumente associados à Web3, como o Ethereum (ETH).

*Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Arte de robô observando por trás usuária de computador

Novo PC da Microsoft que grava tudo é “spyware” e será alvo de hackers, alertam especialistas

Os críticos dizem que novo PC centrado em IA da Microsoft é um pesadelo de privacidade
moeda de bitcoin ao lado de celular com logo da mt gox

Manhã Cripto: Bitcoin cai após Mt. Gox mover US$ 9 bilhões em BTC

A grande movimentação de Bitcoin pela Mt. Gox é um sinal de que, muito em breve, os investidores lesados pelo hack de 2014 serão ressarcidos
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Cristiano Ronaldo veste camisa da Binance

Cristiano Ronaldo lança nova coleção de NFTs enquanto é alvo de processo de US$ 1 bilhão com a Binance

O anúncio do jogador chega 27 dias depois de os EUA condenarem o criador da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, a 4 meses de prisão