Imagem da matéria: 3xBit atrasa saques em reais e em Bitcoin e pede até três semanas para devolver dinheiro
Foto: Shutterstock

A empresa de criptomoedas 3xBit, sediada em Campinas (SP), está com os saques em Bitcoin e em BRL travados. O serviço de suporte da corretora está avisando aos clientes que o problema deve ainda perdurar por até três semanas.

A empresa afirma que os saques estão travados devido a uma otimização do sistema e de processos internos. A empresa não informou previamente os clientes sobre a mudança e também não justificou os atrasos de retiradas em bitcoin.

Publicidade

“A nossa exchange 3xBit está reestruturando produtos e serviços. Damos, ainda um prazo de até 3 semanas para regularizar os prazos de saques, a contar a partir da data de 12/09/2019”, disse o atendimento da empresa.

Um cliente, que pediu para não ser identificado, afirmou ao Portal do Bitcoin que está com mais de R$ 100 mil travados. De acordo com ele, não teria como precisar o montante pois “lá fica em credits e daí muda para real com a cotação do dólar”.

Ele afirma que inicialmente teve o saque de seus bitcoins travado, mas foi resolvido quase que 24h depois. Isso ocorreu em 08 de agosto e o saque somente foi realizado depois de entrar em contato com Saint Clair Izidoro, Ceo da 3xBit. Agora, ele se mostra preocupado com seus saques em reais que estão travados há mais de dois dias.

Outro investidor, que resolveu junto com a esposa, aplicar suas economias que tinha em Bitcoins na 3xBit também está com problemas. Ele afirma que mesmo após conversar com o Saint Clair, não teve seu problema resolvido.

Publicidade

Promessas da 3xBit

O cliente, que está com mais de R$ 86 mil travados na empresa, teme que empresa aja como outras e termine sem pagar seus investidores.

Numa conversa do investidor com o Ceo, por meio de WhatsApp a que a reportagem teve acesso, o empresário afirmou que até domingo (15) o problema estaria resolvido.

Em um momento mais tenso da conversa, o cliente comparou a situação aos recentes escândalos que abalaram o mercado de criptomoedas neste ano.

“Não estou transferindo responsabilidades. Pessoalmente, estou cuidando com o time para resolver teu caso”, afirmou Saint Clair na conversa.

Apesar da conversa com Saint Clair, o investidor diz que tem receio de ter de esperar três semanas para resolver seu problema. Depois da discussão, o empresário parou de respondê-lo.

Publicidade

“Passaram para mim esse prazo de 3 semanas no chat. Acho que vai dar em nada. Está complicado confiar nas corretoras de criptomoedas no Brasil”, afirmou o investidor com total descrença.

Reposta da empresa

A nota enviada pela assessoria de imprensa, a empresa diz que está realizando mudanças “estruturais na plataforma da exchange, que podem acarretar morosidade no saque, em Credit e em criptomoedas, e no atendimento”.

Nenhuma mudança específica, porém, foi informada.

Leia também: Crise dos saques de bitcoin na Atlas Quantum derruba principais executivos da empresa

VOCÊ PODE GOSTAR
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”