Ampulheta mostra mudança de ano 2022 para 2023
Foto: Shutterstock

2022 certamente não foi o melhor ano para o mercado de criptomoedas. Vimos o Bitcoin e muitas outras irem de altas históricas para quedas assustadoras em menos de um ano (embora a melhor oportunidade para comprar criptos com fundamentos sólidos, como o BTC, seja nesses momentos de baixa).

Em contrapartida, pudemos ver o mercado de tokenização brilhar em diversos momentos, tanto com lançamentos de novos tokens como pelo reconhecimento de cripto por parte da CVM, por exemplo!

Publicidade

Separei quatro destaques do mercado de tokenização em 2022 para que possamos relembrar que, graças à tecnologia Blockchain, o cenário do futuro é bastante promissor!

NFTs na boca do povo

Os tokens não fungíveis (NFTs) estiveram na boca do povo no ano de 2022 e não sou eu quem está falando isso! O Google divulgou uma retrospectiva dos assuntos mais pesquisados no Brasil e no mundo e a pergunta “o que é NFT?” ficou em segundo lugar nas pesquisas realizadas no nosso país quando o brasileiro foi pesquisar “o que é” algum assunto.

Vimos diversos setores adotarem os NFTs, indo muito além de serem apenas “artes digitais colecionáveis”. Já existem, por exemplo, os NFTs de utilidade, parecidos com os utility tokens, que servem para que você possa acessar pré-vendas, descontos e, até mesmo, para serem utilizados como ingressos em shows, garantindo a segurança através da Blockchain!

Mais empresas adotando a tokenização

O ano de 2022 foi expressivo demais para o mercado de tokenização, tanto por parte de empresas que querem tokenizar seus ativos quanto aquelas que oferecem o serviço de tokenização.

Publicidade

Nesse ponto, fico muito feliz de ver que a Liqi já tinha a visão do potencial que os tokens representam, saindo na frente, lá em meados de 2021. Desde então, já lançamos diversos tipos de tokens, como os de mecanismo de solidariedade da FIFA, os de CPRs, Fan Tokens, NFTs com diversos famosos, como foi o caso da Fafá de Belém durante o Círio de Nazaré deste ano, além dos tokens de recebíveis.

Até o mês de dezembro de 2022, a Liqi atingiu a marca de R$35 milhões em ativos financeiros tokenizados. Além disso, até meados do mês de novembro, realizamos, em um único dia, o pagamento de R$5,8 milhões em remunerações, sendo a maior liquidação de tokens de recebíveis da história da Liqi!

Tokens de recebíveis

Falando em tokens de recebíveis, esse tipo de token ganhou os holofotes do mercado de tokenização!

Quando os recebíveis são tokenizados, vão funcionar de forma muito similar a um empréstimo ou um investimento em renda fixa. Dessa maneira, quem emitiu o token antecipa o recebimento do valor que deseja arrecadar e que tem a capacidade de pagar e devolve proporcionalmente para todos os investidores com o acréscimo de uma taxa determinada no momento da emissão.

A tokenização da antecipação de recebíveis inclui benefícios específicos para os investidores e para os emissores dos tokens, como a oportunidade de diversificação da carteira, a remuneração pré-estabelecida e riscos reduzidos, afinal, o token de antecipação de recebíveis envolve menos incertezas por representar um ativo que não varia em valor.

Publicidade

Para os emissores deste tipo de token, a principal vantagem é óbvia: liquidez rápida. Os tokens de antecipação de recebíveis apresentam uma oportunidade particular para que empresas recebam previamente quantias que são previstas a longo prazo e possam utilizá-las a curto prazo.

Além disso, os tokens de recebíveis podem funcionar como a interface (pública, segura e imutável) para que todos os participantes possam interagir com uma operação já existente sem a real necessidade de um intermediador entre eles.

Pensando além, quem sabe no futuro um investidor não precisará depender de uma plataforma de distribuição, mas, com sua própria wallet, poderá interagir com essas operações de forma direta? Existem milhares de possibilidades que a tecnologia Blockchain permite!

CVM dando parecer sobre cripto

Recentemente, a CVM emitiu um parecer com relação a criptoativos – como criptomoedas e tokens – e como funcionará a regulamentação deles no futuro. Nem tudo ficou 100% definido, mas acredito que temos um cenário promissor com os órgãos regulamentadores de olho na tokenização!

Para a comissão, os criptoativos foram separados em três categorias: Token de Pagamento (cryptocurrency ou payment token), Token de Utilidade (utility token) e Token referenciado a Ativo. Em relação a este último, o parecer da CVM reconhece as zonas cinzentas do momento do mercado ao dizer que ele pode ou não ser um valor mobiliário.

Publicidade

Apesar de ser de conhecimento de todos na área que a inovação está à frente da regulamentação, a CVM se mostrou bastante aberta e disposta a receber cada projeto para ser analisado individualmente. Assim, é como se ela dissesse para, ao invés de as pessoas saírem fazendo tudo por conta própria, levar para ela antes para que seja feita uma avaliação.

O que esperar do futuro do mercado de tokenização?

O momento atual no mercado de ativos digitais é de aumento da proteção para o investidor, principalmente diante de golpes e pirâmides que podem ocorrer. Com a regulamentação cada vez maior desses ativos, mais protegido o investidor estará.

Com o posicionamento da CVM em relação aos criptoativos, vejo que estamos caminhando para um futuro bastante promissor e que eu já vinha prevendo há tempos: o universo cripto já é uma realidade e estamos deixando para trás modelos tradicionais que representam retrocessos na maneira como as pessoas cuidam do seu dinheiro.

O mercado está se transformando e sendo disruptado pelas novas maneiras de realizar investimentos e negócios, caminhando cada vez mais ao lado da modernidade. A evolução é natural e aqueles que seguirem se adaptando às novas oportunidades sairão na frente.

Com o crescimento cada vez maior da tokenização, vejo a verdadeira democratização de investimentos, em que uma pessoa que não possua muito capital para começar possa dar os primeiros passos no mercado e fazer parte dessa verdadeira revolução!

Sobre o autor

Daniel Coquieri é CEO da empresa de tokenização de ativos Liqi Digital Assets. Empreendedor do ramo da tecnologia, foi fundador da BitcoinTrade.

Publicidade

Participe da comunidade de criptomoedas que mais cresce no Brasil. Clique aqui e venha conversar no Discord com os principais especialistas do país.

VOCÊ PODE GOSTAR
Cristiano Ronaldo veste camisa da Binance

Cristiano Ronaldo lança nova coleção de NFTs enquanto é alvo de processo de US$ 1 bilhão com a Binance

O anúncio do jogador chega 27 dias depois de os EUA condenarem o criador da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, a 4 meses de prisão
Imagem da matéria: MB e Rappi se unem para celebrar data histórica para Bitcoin com entrega de pizzas a clientes da exchange

MB e Rappi se unem para celebrar data histórica para Bitcoin com entrega de pizzas a clientes da exchange

A plataforma de ativos digitais também promove campanha para recompensar trades realizados até 4 de junho
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance preso na Nigéria vai parar no hospital após desmaiar em julgamento

O executivo da Binance Tigran Gambaryan passou mal durante seu julgamento na Nigéria e precisou ser hospitalizado
solana, criptomoedas,

Este evento vai fazer a Solana atingir US$ 400 este ano, projeta analista

Para analista da Merkle tree, a Solana pode disparar 170% este ano puxado por memecoins ligadas aos candidatos na eleição dos Estados Unidos