Imagem da matéria: Youtuber brasileiro é hackeado e golpista tenta roubar criptomoedas dos inscritos
Marlon Marins, do Marlon XGamer, cria conteúdo sobre GTA. Imagem: Reprodução/Facebook

O youtuber Marlon Marins, dono do canal ‘Marlon XGamer’, teve sua conta roubada no último dia 31. Após a invasão, o hacker mudou o nome da conta para ‘Ethereum Prod’ e tentou roubar seus seguidores.

Segundo o youtuber, para participar da ação criada pelo cibercriminoso — que Marlon chamou de ”spam de lives” — era necessário enviar um valor em ethereum.

Publicidade

“Ainda estou bastante abalado. Foram seis anos construindo esse canal. Não está sendo o melhor início de ano que eu gostaria de ter”, disse Marlon ao Portal do Bitcoin nesta quinta-feira (02).

“Não sei quantas pessoas possam ter caído no golpe. Espero que não muitas”, contou.

Reprodução/Instagram

Youtuber recorreu ao Google

Marlon, que é de Cascavel (PR), trabalha como Produtor Audiovisual do canal e essa é sua principal atividade econômica.

No momento da invasão, ele disse que tinha 512 mil seguidores. Isso faz dele uma referência para muitos na comunidade de games, principalmente os fãs de GTA (Grand Theft Auto).

Por isso, o jovem youtuber de Cascavel (PR) recorreu com urgência ao Google.

“Ontem meu canal foi deletado com a conta sendo encerrada”, relatou ao Google na quarta-feira (01).

Ele contou que uma empresa ficou interessada em anunciar no seu canal. Um representante então teria pedido a ele que baixasse um arquivo para copiar um código de referência e testar um software.

O programa, contudo, que se chamava Kryptmix e dizia ser um minerador de criptomoedas, na verdade era um vírus trojan, contou.

Publicidade

Após ação, o hacker teve acesso ao canal e o desvinculou da conta no Google.

“Alteraram o nome do canal Marlon XGamer para Ethereum prod., alteraram capa e foto de perfil do canal e começaram a transmitir o mesmo vídeo gravado em diversas lives 24 horas por dia. Todos os vídeos do canal foram alterados para não listados”, escreveu.

De acordo com Marlon, os hackers também estavam ocultando e-mails do suporte ao criador para ele não conseguir se comunicar e receber ajuda.

“Graças a outro Criador que passou pelo mesmo problema, consegui encontrar e-mails do Google que comprovam que minha conta foi movida e os e-mails do Suporte ao Criador. Formatei minha máquina e estou seguro novamente”, descreveu o youtuber.

Google respondeu

À reportagem, Marlon disse que o já Google lhe retornou, mas que ele ainda não pode revelar o teor da mensagem.

Publicidade

Segundo ele, até o momento o status da situação é que os engenheiros do YouTube estão tentando reverter a exclusão do canal e encerramento da conta.

“Eles não dão prazo, mas isso pode levar mais de 1 mês devido ao número de canais invadidos ser enorme”, contou Marlon, acrescentando:

“É uma mistura de frustração com sentimento de incapacidade. Mas ainda tenho esperança”.

Enquanto o Google não resolve a situação, o jovem youtuber disse que criou um novo canal na rede social chamado ‘Marlon Marins’.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com logotipo da Receita Federal sobre notas de reais

Tokenização de ativos enfrenta área cinzenta na declaração de Imposto de Renda |Opinião

Para o autor, a declaração de tokens que representam recebíveis, e outros ativos do mundo real, devem mudar nos próximos anos
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

ETF de Ethereum tem 50% de chance de ser aprovado em maio, diz JP Morgan

O gigante bancário é o último a reduzir suas expectativas em relação à revisão das propostas da SEC para oferecer fundos vinculados ao preço do ETH
simbolo do dólar emergindo de placa de computador

Mercado Bitcoin lista duas novas stablecoins da startup Aryze

Ambas as moedas, devido à paridade com o dólar americano e à libra esterlina, representam estabilidade e diversificação na carteira dos investidores
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

Polícia do RJ investiga grupo acusado de roubar R$ 30 milhões com pirâmide financeira

Para ganhar a confiança dos investidores, a empresa fraudulenta fazia convites para assistir jogos de futebol em camarote do Maracanã