Imagem da matéria: Venda de desenhos de Tarsila do Amaral como NFTs gera polêmica sobre autenticidade das obras
Obra de Tarsila do Amaral em formato NFT (Divulgação: Zeitls)

Um conjunto de obras da pintora brasileira Tarsila do Amaral está sendo vendido em um mercado de NFTs e, apesar de terem a autorização dos herdeiros da artista para serem comercializados, alguns desses desenhos hoje são alvo de um processo na Justiça por ainda não ter a autenticidade reconhecida.

A empresa suíça Zeitls lançou um site, chamado apenas Tarsila, para vender os NFTs, que no total somam 225 tokens de diferentes obras coloridas criadas a partir das originais da artista. Cada NFT custa 0,3 ETH, o que atualmente equivale a pouco mais de R$ 3.400.

Publicidade

“Em colaboração com o legado de Tarsila do Amaral, apresentamos um acervo único de arte digital. Ao aproveitar o poder da inteligência artificial, somos capazes de dar nova vida a algumas das obras inacabadas, mas icônicas, de Tarsila”, diz o site da coleção.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o projeto teve autorização de pelo menos três herdeiros de Tarsila e é tocado por Paola Montenegro, sobrinha-bisneta da pintora agora à frente da empresa que cuida dos direitos autorais de sua tia.

Disputa pela autenticidade

Ainda de acordo com o jornal, porém, os desenhos da coleção são alvo de um processo movido por Alípio Neto, o proprietário das obras, que busca um certificado confirmando que as obras são de autoria de Tarsila.

À Folha, Paulo Montenegro, um dos herdeiros de Tarsila, diz não poder atestar a veracidade dos desenhos, mas ele e outro herdeiro, Luis Paulo Estanislau do Amaral, assinaram um documento para a coleção de NFTs dizendo que são originais.

Publicidade

Ao ser questionado pela publicação ele afirmou que “não tinha olhado por esse lado”, mas entendeu que ao assinar o documento ele confirma a veracidade das obras, mesmo que indiretamente.

Daniela Zschaber, gerente de estratégia da Zeitls no Brasil, diz que a empresa “tem a certeza da originalidade das obras”. Segundo ela, a Zeitls tem o propósito de difundir a arte brasileira no exterior.

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular mostra logotipo da memecoin BONK

Memecoins da Solana Bonk e Billy disparam em meio à queda do mercado

Movimentos significativos foram feitos no mercado, transformando a BONK na maior memecoin de Solana e o Gigachad o maior vencedor semanal
Imagem da matéria: Dificuldade de mineração do Bitcoin cai 7,8%, maior recuo desde o colapso da FTX

Dificuldade de mineração do Bitcoin cai 7,8%, maior recuo desde o colapso da FTX

O recuo substancial do preço do Bitcoin desde março prejudicou a renda do setor de mineração em geral
Imagem da matéria: Bitcoin está queda, mas até que ponto deve cair? Especialistas respondem

Bitcoin está queda, mas até que ponto deve cair? Especialistas respondem

Ainda não atingimos o fundo, afirmam os analistas que preveem um aumento significativo do BTC até o final do ano
Imagem da matéria: Exchanges da Coreia do Sul definem diretrizes para barrar deslistagens em massa de criptomoedas

Exchanges da Coreia do Sul definem diretrizes para barrar deslistagens em massa de criptomoedas

As diretrizes padronizam os critérios para apoiar e encerrar a negociação de ativos digitais em plataformas de câmbio