Imagem da matéria: Twitter reforça segurança durante período eleitoral dos Estados Unidos
Foto: Shutterstock

O Twitter, uma das principais redes sociais utilizadas por políticos na atualidade, anunciou em nota oficial nesta última quinta-feira (17) que irá reforçar a segurança de contas durante as eleições de 2020 nos EUA. 

A empresa argumenta que eleitores, jornalistas e políticos utilizam da rede social como uma maneira de se informar e que transmitir informações confiáveis é uma “responsabilidade” da plataforma. Assim, o Twitter se compromete em “manter as contas de alto perfil no Twitter seguras e protegidas durante as eleições de 2020 nos EUA”.

Publicidade

Esse aumento de segurança se dará em contas específicas do Twitter que são consideradas de “alto perfil” e mais vulneráveis durante o período eleitoral. Usuários donos dessas contas serão notificados com informações sobre as medidas a serem tomadas. Essas medidas de segurança também são baseadas em recomendações e exigências que a rede social tem planejadas como padrão para o futuro. 

O Twitter reforça que está exigindo que algumas contas realizem essas medidas adicionais de segurança, mas que todos os usuários do Twitter podem se beneficiar delas. Não são medidas obrigatórias ainda para todos, então cabe ao usuário em questão realizá-las.

Dentre o grupo designado estão membros do poder executivo e do Congresso americano, Governadores, Secretários de Estado, campanhas presidenciais, partidos políticos e candidatos com rótulos eleitorais no Twitter concorrendo à Câmara dos EUA, Senado dos EUA ou a Governador. As principais agências de notícias e jornalistas políticos americanos também foram incluídos.

As exigências para essas contas começam com senhas fortes. Contas com senhas consideradas fracas receberão solicitações para atualizar suas senhas até o novo padrão de segurança. Juntamente, o Twitter ativará a proteção de redefinição de senha para contas por padrão.

Publicidade

“Esta é uma configuração que ajuda a evitar alterações não autorizadas de senha, exigindo que uma conta confirme seu endereço de e-mail ou número de telefone para iniciar uma redefinição de senha”, afirma a empresa.

Enquanto não há obrigatoriedade, essas contas também serão “fortemente encorajadas” a habilitar a autenticação de dois fatores (2FA), que fornece uma camada adicional de segurança para proteger contas de logins não autorizados.

Além dessas ações que deverão ser realizadas pelos usuários selecionados, o Twitter também trabalhará em medidas internas de segurança adicionais.

Algumas delas são detecções e alertas mais sofisticados para ajudar a responder rapidamente a atividades suspeitas, login com camadas adicionais de defesa contra tentativas mal-intencionadas de acesso e suporte mais rápido à recuperação de contas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Costas de um policial de Hong Kong

Empresário e filho se entregam à polícia após sequestrarem investidora de criptomoedas

A dupla teria tentado acertar as contas com a mulher de 55 anos que teria intermediado um investimento de cerca de R$ 10 milhões em criptomoedas
Estátua da justiça e martelo de juiz à frente de bandeira do Canadá

Canadá multa Binance em R$ 22,5 milhões por violar as leis de combate à lavagem de dinheiro 

Agência do governo menciona falta de registro e ausência de relatório de transações enquanto corretora operou no país
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”