Caroline Ellison ex-CEO da Alameda Research
Caroline Ellison, a ex-CEO da Alameda Research (Foto: Reprodução/Twitter)

Dois dos antigos aliados mais próximos do agora preso criador da FTX, Sam Bankman-Fried, se voltaram contra ele.

Caroline Ellison, a ex-CEO da Alameda Research, e Gary Wang, cofundador da FTX, se declararam culpados da acusações apresentadas pelo distrito sul de Nova York na noite de quarta-feira (21), garantindo a cooperação nas investigações em andamento sobre o impressionante colapso da corretora FTX.

Publicidade

Ellison agora não tem mais permissão de deixar os EUA e precisará entregar seu passaporte às autoridades seu passaporte. Segundo o Coindesk, ela poderá pagar fiança de US$ 250 mil para não ser presa.

Enquanto isso, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) anunciou separadamente que também estava acusando a dupla “por seus papéis em um esquema plurianual para fraudar investidores de ações na FTX”, e a Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities (FTC) anunciou que alterou a sua queixa de fraude, avaliando que Ellison e Wang “não contestam a responsabilidade” por se envolverem em fraude.

Em uma declaração em vídeo publicada no Twitter, o procurador dos EUA, Damian Williams, disse que Ellison e Wang se declararam culpados e estão cooperando com o distrito sul de Nova York.

“Permitam-me reiterar um apelo que fiz na semana passada: se você participou de alguma ação de má conduta na FTX ou na Alameda, agora é a hora de se entregar. Estamos investigando tudo rapidamente e nossa paciência não é eterna”, ameaçou Williams.

Williams também agradeceu às Bahamas pela assistência, à Embaixada dos Estados Unidos nas Bahamas e ao Gabinete de Assuntos Internacionais do Departamento de Justiça.

Publicidade

“Sam Bankman-Fried está agora sob custódia do FBI e voltando para os Estados Unidos”, disse Williams. “Ele será transportado diretamente para o distrito sul de Nova York e comparecerá perante um juiz neste distrito o mais rápido possível.”

O advogado de Wang contou ao The New York Times que ele “aceitou a responsabilidade por suas ações e leva a sério suas obrigações como testemunha cooperante”.

Williams não mencionou o ex-presidente da FTX Digital, Ryan Salame. Dias antes da FTX e Sam Bankman-Fried apresentarem um pedido de recuperação judicial nos EUA, Salame alertou os reguladores nas Bahamas sobre a FTX estar usando fundos de clientes para cobrir perdas na Alameda Research.

Salame disse às autoridades que as únicas pessoas que poderiam ter transferido ativos de clientes para a Alameda Research foram Bankman-Fried, o diretor de engenharia da corretora Nishad Singh, e o cofundador da FTX e da Alameda, Gary Wang.

Publicidade

Bankman-Fried enfrenta oito acusações de fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e conspiração, podendo enfrentar até 115 anos de prisão federal se for considerado culpado. A SEC também o acusou separadamente de violar a lei de valores mobiliários.

A SEC declara Ellison e Wang como ‘participantes ativos’

No que descreveu como uma “ação paralela” com o Departamento de Justiça, a SEC anunciou seus próprios movimentos para processar Ellison e Wang.

“Caroline Ellison e Sam Bankman-Fried planejaram manipular o preço do FTT, um security token que era parte integrante da FTX, para sustentar o valor de seu castelo de cartas”, disse o Presidente da SEC, Gary Gensler, ao anunciar as acusações.

“Quando o FTT e o resto do castelo de cartas entraram em colapso, o Sr. Bankman-Fried, a Sra. Ellison e o Sr. Wang deixaram os investidores de mãos vazias. Enquanto as plataformas de criptoativos não cumprirem as leis de valores mobiliários testadas pelo tempo, os riscos para os investidores persistirão”, acrescentou ele. “Continua a ser uma prioridade da SEC usar todas as nossas ferramentas disponíveis para colocar essa indústria em conformidade.”

No anúncio da SEC, Sanjay Wadhwa, vice-diretor da Divisão de Execução da SEC, descreveu a dupla como “participantes ativos em um esquema para ocultar informações relevantes dos investidores da FTX.”

Publicidade

Ellison e Wang trabalharam com Bankman-Fried “para sustentar artificialmente o valor do FTT, que serviu como garantia para empréstimos não revelados que a Alameda contraiu da FTX de acordo com sua linha de crédito praticamente ilimitada”, disse Wadhwa. “Ao desviar de forma furtiva os fundos dos clientes da FTX para os registros financeiros da Alameda, os réus esconderam os riscos muito reais que os investidores e clientes da FTX enfrentavam”.

CFTC diz que dupla agiu de forma imprudente

Por fim, o relatório da CFTC aponta que vai acusar Ellison de fraude e deturpação material em conexão com a venda de commodities de ativos digitais, e Wang será acusado de fraude em conexão com a venda de commodities de ativos digitais, ambos violando as leis de comércio interestaduais.

A comissão acusa Wang de criar recursos no código base da plataforma de negociação da FTX que permitiram à Alameda manter uma “linha de crédito essencialmente ilimitada”. O sistema também foi ajustado para dar à Alameda “uma vantagem injusta ao realizar transações na plataforma”, incluindo tempos de execução de trade mais rápidos e isenções de vários mecanismos de controle.

“Esses recursos críticos de código e exceções estruturais permitiram que a Alameda desviasse secretamente e de forma imprudente os ativos dos clientes da plataforma FTX”, disse a CFTC.

“Na ausência de uma estrutura regulatória abrangente sobre ativos digitais, a CFTC usará todo o seu poder e autoridade existentes para proteger todos os participantes do mercado, garantindo a integridade dos mercados de commodities”, disse o presidente da CFTC, Rostin Behnam, no anúncio.

*Traduzido e editado por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Participe da comunidade de criptomoedas que mais cresce no Brasil. Clique aqui e venha conversar no Discord com os principais especialistas do país.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Wells Fargo dos EUA e a Metaplanet do Japão anunciaram novos investimentos no Bitcoin
Imagem da matéria: El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

A mineração de Bitcoin é feita com energia do vulcão Tecapa, usando 300 processadores voltados para essa atividade
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas
Imagem da matéria: Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Em um processo judicial, a SEC argumentou que a Coinbase não pode exigir que o regulador escreva novas regras para o setor cripto