Imagem da matéria: Site do Governo Brasileiro Publica Alerta Negativo Sobre Criptomoedas

O governo do Brasil publicou uma matéria em sua página oficial no final da tarde de terça-feira (21) que traz informações sobre moedas digitais. Com o título “Cinco coisas que você precisa saber sobre as criptomoedas”, o artigo intercala fotos e pequenos comentários.

Claramente o público-alvo do texto é para quem está chegando ao assunto agora. O primeiro tópico cobre o mais elementar:

Publicidade

“As negociações das criptomoedas ocorrem integralmente pela Internet. Elas ocorrem sem interferência de instituições financeiras ou órgãos governamentais. O maior expoente delas é o Bitcoin, moeda digital que possui a maior circulação atualmente.”

O segundo é quase ameaçador, com o subtítulo: “O risco é todo seu”. Bom, não é que as pessoas ainda tenham grande confiança no governo federal, mas há o alerta do problema da não regulação por bancos centrais, pois o investidor “fica mais exposto caso ocorra casos de bolhas financeiras ou falência”.

O argumento é que os investidores estariam minimamente protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos, que é uma organização sem fins lucrativos que permite recuperar os depósitos ou créditos mantidos em instituição financeira, até determinado valor, em caso de intervenção, de liquidação ou de falência.

Anonimato e drogas

O terceiro tópico aborda a questão do anonimato. Embora seja algo vantajoso no meio da criptomoedas, o governo alerta que o mesmo princípio acaba ajudando o tráfico de drogas e a lavagem de dinheiro, por exemplo.

Esse problema já está na mira das autoridades. Em 2015, a Interpol e outros órgãos internacionais inauguraram um departamento com o propósito de estudar e coibir práticas criminosas no mundo das criptomoedas”, diz o texto.

No penúltimo ponto, é abordada a questão da imprevisibilidade e da alta volatilidade. É o único momento em que há uma recomendação expressa: “Como possui muitos riscos, nem invente de colocar economias e patrimônio conquistados ao longo da vida nas criptomoedas”.

Publicidade

Por fim, o texto invoca o todo-poderoso Banco Central, que no ano passado, depois da grande valorização do Bitcoin, emitiu o seguinte alerta sobre as criptomoedas:

“[O BC] alerta que estas não são emitidas nem garantidas por qualquer autoridade monetária, por isso não têm garantia de conversão para moedas soberanas, e tampouco são lastreadas em ativo real de qualquer espécie, ficando todo o risco com os detentores. Seu valor decorre exclusivamente da confiança conferida pelos indivíduos ao seu emissor”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve