Imagem da matéria: Segundo maior banco do mundo passa a negociar títulos com Bitcoin
China Construction Bank (CCB) (Foto: Shutterstock)

O China Construction Bank (CCB), segundo maior banco do mundo em capitalização de mercado, passará a utilizar a tecnologia blockchain para vender títulos de dívida. A princípio, a instituição planeja ofertar US$ 3 bilhões em papéis pelos próximos três meses, começando na sexta-feira (13).

O CCB contratou a Fusang, uma bolsa de ativos digitais com sede em Hong Kong, para viabilizar a inovação. Como observa o Coindesk, o objetivo da parceria é tornar a compra de títulos mais acessível aos investidores.

Publicidade

Atualmente, os títulos do banco são negociados por cerca de US$ 4 mil, o que dificulta o acesso a possíveis compradores que não sejam profissionais ou institucionais. Com a adoção do blockchain, as aquisições podem se dar em quantidades menores, e o CCB espera reduzir o valor mínimo dos papéis para US$ 100.

Além do dólar americano, outra novidade é que os títulos poderão ser comprados com bitcoin, o que diversifica e moderniza as operações. O rendimento também fica mais atraente, passando de 0,25%, média de juros obtida ao ano em outros bancos, para 0,75% no vencimento.

Por fim, a negociação também é um passo importante para reduzir burocracias, uma vez que envolve menor número de intermediários nas transações.

Se os primeiros testes com a novidade forem bem-sucedidos, a Fusang abre caminho para trabalhar com os quatro maiores bancos da China, conhecidos como “Big Four”. A bolsa de ativos digitais também almeja emitir certificados em outras moedas, incluindo o yuan, como disse o CEO Henry Chong ao South China Morning Post.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza em US$ 57 mil enquanto governo alemão segue vendendo criptomoedas

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza em US$ 57 mil enquanto governo alemão segue vendendo criptomoedas

Carteira controlada pelo governo da Alemanha enviou mais de US$ 28 milhões em BTC para corretoras nesta manhã
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA no fundo

Fed diz que inflação está caindo, mas não rápido o suficiente: por que isso importa para o Bitcoin?

A queda da inflação beneficia os ativos de risco, incluindo as criptomoedas, pois daria ao Fed confiança para começar a reduzir as taxas de juros este ano
Vitalik Buterin posa para foto na ETH Taipei 2024

Vitalik Buterin mostra como tecnologia blockchain pode melhorar a privacidade e liberdade de russos

Desenvolvida pela empresa russa Rarimo, a Freedom Tool utiliza tecnologia de Prova de Conhecimento Zero (ZKP)
Cauda de baleia sob um mar de moedas de bitcoin

Baleia de Bitcoin acorda depois de 12 anos e movimenta R$ 37 milhões

Antes disso, a última transação ocorreu em fevereiro de 2012, quando esse endereço enviou 2,98 BTC, que na época valiam apenas US$ 15