Letras que formam a sigla ETF próximas a uma moeda dourada de Bitcoin (BTC)
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) aprovou nesta sexta-feira (23) o primeiro ETF de futuros de Bitcoin alavancado. Registrado na entidade como ‘Volatility Shares 2x Bitcoin Strategy ETF (BITX)’, o novo produto financeiro está programado para ser lançado na Chicago Board Options (CBOE) BZX Exchange na próxima terça-feira, 27 de junho.

De acordo com registro da SEC, o BITX busca resultados de investimento que correspondam a duas vezes (2x) o retorno do índice Bitcoin Futures Daily Roll da Chicago Mercantile Exchange (CME).

Publicidade

Um ETF, ou fundo negociado em bolsa, agrupa títulos como ações e commodities. Os investidores podem comprar ações de um ETF para obter exposição a esses títulos sem possuí-los diretamente.

No caso dos ETFs de Bitcoin, existem dois tipos principais: futuros de Bitcoin e spot de Bitcoin. Este último, ou seja, ETF de Bitcoin à vista, ainda não possui aprovação na SEC, apesar de inúmeros pedidos de empresas nos últimos anos.

O fundo BITX será um ETF alavancado. Fundos alavancados usam dívida ou derivativos financeiros – neste caso, futuros de Bitcoin – como alavancagem para ampliar os retornos de um índice de referência. Essa alavancagem pode significar ganhos de curto prazo para os investidores, mas também pode levar a grandes perdas.

As notícias de hoje foram recebidas positivamente principalmente pelos defensores das criptomoedas em todo o mercado, mas ainda assim há espaço para algumas perguntas sobre o tema.

Publicidade

“Quando olharmos para trás na saga Bitcoin ETF em cinco ou dez anos, este será um dos aspectos mais ridículos… Um produto futuro alavancado 2x lançado antes de um ETF à vista direto”, escreveu Nate Geraci, cofundador do ETF Institute. “Selvagem”, acrescentou.

Enquanto isso, outros apontaram que o $BITO, o primeiro ETF de futuros de Bitcoin dos EUA — da empresa ProShares —, teve um desempenho inferior ao BTC no acumulado do ano, embora tenha saltado após as notícias de hoje contra o seu par em dólares. O ativo registrou um ganho de 3,45% no dia, atingindo US$ 17,57, segundo o Yahoo Finance – ainda mais de 50% abaixo de seu recorde histórico, de US$ 43,32, em 2021.

O Bitcoin continua seu rali, chegando a US$ 31 mil hoje, com um ganho de 3,4%.

A aprovação do BITX dá um novo ar à indústria de ativos digitais, depois que a SEC processou duas das maiores exchanges de criptomoedas no início deste mês. O chefe da agência reguladora, Gary Gensler, provou ser um crítico ferrenho das criptomoedas.

Com a BlackRock solicitando um ETF de Bitcoin no início desta semana, isso poderia ser um sinal de que a maré está mudando para o relacionamento turbulento da SEC com a indústria cripto? Pode ser um pouco cedo, mas as notícias são animadoras.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin à vista já controlam mais de 1 milhão de BTC

Mais da metade dos US$ 70,5 bilhões em fundos está praticamente dividida entre Grayscale e BlackRock
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários