Imagem da matéria: Samsung adiciona ao Galaxy suporte a carteiras de criptomoedas Ledger
Foto: Shutterstock

A Samsung anunciou nesta quinta-feira (13) que seus smartphones Galaxy com carteiras de criptomoedas (Samsung Blockchain Wallet) agora podem receber ativos diretamente das carteiras físicas Ledger Nano S e Ledger Nano X. De acordo como o comunicado, a atualização torna mais fácil receber fundos de terceiros armazenados em carteiras frias (offline).

A novidade, a Samsung descreveu como novas experiências móveis com tecnologia de segurança avançada. “Ao fornecer suporte para carteiras de hardware não estamos oferecendo aos nossos clientes apenas uma solução aprimorada, mas também um nível totalmente novo de segurança”, disse em uma entrevista Woong Ah Yoon, vice-presidente da divisão de blockchain da Samsung, relatou o Coindesk também nesta quinta.

Publicidade

Yoon acrescentou que a divisão planeja expandir o suporte para mais carteiras da modalidade e arriscou ao dizer que a carteira da Samsung não é nem fria (cold wallet) nem quente (hot wallet), e que fica no meio termo. Disse também, que o número de usuários das carteiras blockchain Galaxy dobraram nos últimos sete meses. Sem citar números, ele concluiu que esses usuários mantêm “centenas de milhões de dólares em ativos sob gestão”.

A carteira Samsung, lançada com Galaxy S10 em 2019, oferece desde então o suporte para criptomoedas como Bitcoin, Ethereum, e também para tokens ERC e TRC, diz a nota. A solução, que é o app Blockchain Keystore integrado ao aparelho, permite também que os usuários explorem aplicativos descentralizados que usam a tecnologia blockchain para autenticar a troca de ativos digitais.

Ainda segundo a nota, a Samsung diz que a inovação só pode acontecer por meio de uma abordagem aberta e colaborativa, como vem ocorrendo com sua divisão blockchain focada em kit de softwares (SDK na sigla em inglês).

“Os desenvolvedores podem criar DApps (aplicativos descentralizados) que geram, armazenam e gerenciam contas de blockchain facilmente e processam transações com APIs dedicadas a cada sistema de registro. Ele também fornece APIs que permitem aos DApps assinar com segurança para transferências de ativos virtuais usando carteiras de hardware de terceiros”, concluiu.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Tether e Circle "imprimem" US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Tether e Circle “imprimem” US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Desde o início do ano já foram emitidos US$ 30 bilhões em stablecoins; aquecimento parece estar relacionado à expectativa pelos ETFs de Ethereum
Imagem da matéria: Investidor acende alerta da comunidade ao ser hospitalizado após tentar fazer memecoin viralizar

Investidor acende alerta da comunidade ao ser hospitalizado após tentar fazer memecoin viralizar

O usuário foi atingido por fogos de artifício em uma live de divulgação do seu token
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance preso na Nigéria vai parar no hospital após desmaiar em julgamento

O executivo da Binance Tigran Gambaryan passou mal durante seu julgamento na Nigéria e precisou ser hospitalizado