Imagem da matéria: Rússia terá uma moeda digital até o final de 2021, diz Banco Central do país
(Foto: Shutterstock)

A presidente do Banco Central da Rússia disse na sexta-feira (23) que uma versão digital da moeda nacional do país, o rublo, poderá estar pronta para um lançamento piloto no final do próximo ano.

Elvira Nabiullina fez o anúncio em uma conferência online onde também falou sobre inflação, taxas de juros de empréstimos e vendas de câmbio, informou a agência de notícias TASS.

Publicidade

“É bastante real”, disse Nabiullina quando questionada se o lançamento do rublo digital estava previsto para breve. Ela disse que uma consulta pública seria realizada primeiro, antes de testar esse ativo digital com um número limitado de usuários.

Tudo isso aconteceria no final de 2021, acrescentou ela.

Uma moeda digital do banco central, ou CBDC, é uma moeda digital atrelada à moeda fiduciária de um país, como o dólar americano ou o euro. Ela difere de criptomoedas como o Bitcoin – que tem regulamentação bastante restrita na Rússia – porque é centralizado e controlado pelo governo ou seu banco central.

Embora países ao redor do mundo estejam interessados ​​em CBDCs e a maioria dos bancos centrais do mundo tenham começado o desenvolvimento desses ativos em algum nível, nenhum país tem um CBDC em pleno funcionamento. Atualmente, a China é a que está mais adiantada no processo e está testando um yuan digital.

A Rússia também está muito interessada em lançar seu próprio CBDC. O banco central do país divulgou este mês um relatório dizendo que um CBDC “tornaria os pagamentos mais rápidos, simples e seguros” e, assim como o dinheiro, “será possível usar o rublo digital offline”.

Publicidade

Pessoas em “territórios remotos, escassamente povoados e difíceis de acessar, com acesso limitado à infraestrutura financeira” poderiam se beneficiar do rublo digital, acrescentou o relatório.

Nabiullina também disse que um CBDC não garantiria o anonimato, como o dinheiro, mas “presume-se que a confidencialidade será reforçada”.

As criptomoedas descentralizadas normalmente enfrentam desafios na Rússia.

O Bitcoin era ilegal até este ano – quando os legisladores deram status legal às criptomoedas, mas disseram que elas não poderiam ser usadas para pagar por mercadorias e serviços.

Os russos agora podem ter Bitcoin e Ethereum se os declararem, mas não podem usá-los como formas de pagamento.

VOCÊ PODE GOSTAR
Bob Burnquist

Bob Burnquist e sua cruzada para empoderar os artistas por meio da Web3

O skatista é membro ativo de duas DAOs e participou do Ethereum Rio para falar sobre como as comunidades estão se tornando um novo meio de conexão para os artistas
Imagem da matéria: ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

Ação conjunta da ABcripto e associados visa levantar fundos e doações para desabrigados das inundações
Imagem da matéria: Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

A CVM multou a pirâmide financeira Atlas Quantum após identificar indícios “robustos e consistentes” de que tudo não passava de uma operação fraudulenta
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro