Imagem da matéria: Rússia terá regulação para a Blockchain em 2019

O Ministério das Comunicações da Rússia (Minkomsvyaz) anunciou que pretende “legalizar” a tecnologia Blockchain até 2019.

A agência de notícias local TASS cita um documento relacionado ao projeto da Federação Russa de Economia Digital da Rússia, que estabelece um prazo para a criação e aprovação de “atos regulatórios” para a própria Blockchain.

Publicidade

Especificamente, o documento refere-se à “entrada em vigor de atos regulatórios que regem a possível utilização da tecnologia para registros descentralizados e certificados legais”.

A atualização segue um pedido do primeiro-ministro Dmitry Medvedev, que em março instruiu Minkomsvyaz e sua contraparte Ministério do Crescimento Econômico (Minekonomrazvitie) para “estudar até que ponto [a Blockchain] seria aplicável ao nosso sistema de governo”.

A posição da Rússia em relação a Blockchain solidificou em termos de retórica este ano. Uma confirmação simultânea do banco central que não procuraria proibir criptomoedas tais como Bitcoin servido ao negócio constante e aos nervos do consumidor após diversos anos da incerteza.

As leis duras e rápidas que regem as criptomoedas estão agora previstas para 2018, com as autoridades afirmando o desejo de monitorar as transações.

Em janeiro, Hermann Gref, chefe do grande banco russo Sberbank, havia previsto o uso comercial predominante da Blockchain no país em 2019. Outra fonte prevê uma implementação ainda mais adiantada – até o final de 2017.

VOCÊ PODE GOSTAR
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Imagem da matéria: Projeto de universitários brasileiros ganha R$ 50 mil em hackathon global da Solana

Projeto de universitários brasileiros ganha R$ 50 mil em hackathon global da Solana

Grupo criou aplicação para conectar via blockchain produtores de energia e estações de abastecimento, com a mira no mercado de carros elétricos
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15