Imagem da matéria: Robinhood planeja focar totalmente em criptomoedas em sua expansão global
Foto: Shutterstock

O popular aplicativo de negociação Robinhood está voltando sua atenção à expansão internacional, uma estratégia que também fará com que a empresa com sede em São Francisco migre grande parte de seu foco para criptomoedas, segundo Steve Quirk, diretor de corretagem da empresa.

De acordo com Quirk, a empresa está “fazendo muita exploração para descobrir formas complacentes de expandir [a lista de criptoativos compatíveis]”.

Publicidade

“Também temos aspirações de tornar essa marca global e o faríamos com foco em cripto”, disse ele à CNBC na quarta-feira (9).

Quando perguntado para explicar o que ele quis dizer com “foco em cripto”, dada a presença da Coinbase de outras grandes empresas cripto no setor, Quirk disse que “o caminho para que [a Robinhood] se torne global e tenha a maior força é, provavelmente, por meio de cripto”.

Citando aspectos regulatórios do mercado e “outras facetas”, Quirk acrescentou que um suporte mais forte para criptoativos possa ser “a maneira mais fácil” de a Robinhood se tornar global.

Os “objetivos agressivos” da Robinhood

A Robinhood estava no centro da febre das criptomoedas de meme em 2021 conforme usuários recorriam ao aplicativo para impulsionar ações de empresas como GameStop e AMC Entertainment.

Publicidade

A empresa foi listada em bolsa a uma avaliação de US$ 32 bilhões em julho de 2021. No entanto, desde então e, após conflitos recentes, agora possui uma capitalização de mercado de apenas US$ 11,96 bilhões.

Segundo o relatório financeiro mais recente da Robinhood, o número total de contas da plataforma de negociação cresceu para 22,7 milhões no fim de 2021, apesar de o número de usuários mensais ativos ter caído para 17,3 milhões de 18,9 milhões no trimestre anterior.

Agora ou, pelo menos, de acordo com Quirk, a grande aposta em cripto parece ser a melhor chance de a empresa melhorar seus resultados.

“A Robinhood estabeleceu objetivos agressivos para começar a abrir sua plataforma cripto para clientes internacionalmente em 2022. A empresa acredita no imenso potencial da economia cripto e vê uma grande oportunidade em atender clientes pelo globo”, afirmou a empresa no relatório.

Publicidade

O tão antecipado lançamento de carteiras cripto no mês passado deve ajudar a empresa a atingir esse objetivo.

O projeto ainda está em sua etapa inicial, apesar de estar disponível para apenas mil clientes no topo da lista de espera e limitando saques diários para dez transações de um valor máximo de até US$ 2.999.

Além disso, conforme dito por Jason Warnick, diretor financeiro da Robinhood, o acréscimo de novas criptomoedas pode demorar um tempo.

Segundo ele, após conversas com reguladores que alertaram que podem considerar certos tokens como valores mobiliários não licenciados, a empresa está avançando com cuidado no acréscimo de novos criptoativos.

Atualmente, a Robinhood Crypto lista sete criptomoedas: bitcoin (BTC), bitcoin cash (BCH), bitcoin SV (BSV), litecoin (LTC), ether (ETH), ethereum classic (ETC) e a criptomoeda de meme dogecoin (DOGE).

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
sob notas de dólares estão moedas de bitcoin, ethereum, ao lado de celular com logo FTX

FTX apresenta proposta para devolver aos clientes 118% dos fundos perdidos

Empresa afirma que caso o plano seja aprovado pela corte, os pagamentos serão feitos em até 60 dias
Imagem da matéria: Tom Brady é ridicularizado por ligação com FTX em especial da Netflix

Tom Brady é ridicularizado por ligação com FTX em especial da Netflix

Brady e sua ex-esposa, Gisele Bündchen, adquiriram uma participação acionária na falida FTX em 2021
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

A semana promete ser agitada à medida que chega o prazo final para a SEC decidir se aprova ou rejeita o lançamento de ETFs de Ethereum à vista
Imagem da matéria: Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Em um processo judicial, a SEC argumentou que a Coinbase não pode exigir que o regulador escreva novas regras para o setor cripto