Imagem da matéria: Riot Blockchain desliga 98% de suas máquinas em meio a onda de frio no Texas
Foto: Shutterstock

A tempestade de neve que se aproxima do estado do Texas, nos Estados Unidos, está impactando diretamente o trabalho dos mineradores de bitcoin que atuam na região.

Riot Blockchain, uma das maiores mineradoras de bitcoin do mundo, já desligou praticamente todas as suas máquinas das instalações de Whinstone (operadora de data centers), a nordeste de Austin, como forma de proteger a rede elétrica e evitar apagões no estado.

Publicidade

O porta-voz da empresa, Trystine Payfer, disse à Bloomberg que a Riot começou a reduzir a energia dos servidores na manhã de terça-feira (1º), de forma voluntária. Na quarta-feira, a mineradora já havia cortado em 98% o uso de energia das fazendas de Whinstone.

Os cortes são significativos já que a Whinstone é a maior instalação de mineração de bitcoin dos EUA, que por sua vez, é o país que mais minera bitcoin no mundo. Em 2021, a Riot Blockchain comprou a Whinstone por US$ 650 milhões para assumir o controle das instalações da empresa no Texas.

Pelo porte, o consumo de energia das instalações de Whinstone é enorme, usando eletricidade suficiente para abastecer cerca de 60 mil casas no estado.

O CEO da Riot, Jason Les, e o CEO da Whinstone, Chad Harris, comunicaram ao governador Greg Abbott no início da semana que iriam colaborar com os esforços do governo para diminuir o uso de energia antes da tempestade de inverno.

Publicidade

“Whinstone começou a tomar medidas proativas para se preparar para encerrar suas operações de mineração em resposta a qualquer aumento de demanda em Ercot”, disse Payfer, se referindo a empresa responsável por abastecer a rede elétrica do estado, a Electric Reliability Council of Texas.

O que está acontecendo no Texas?

O Texas espera ser atingido por tempestades de neve ao decorrer da semana que colocará em teste o funcionamento da rede elétrica do estado, já que apagões são frequentes nessas situações.

Ao longo da semana, os estados norte-americanos estão sendo atingidos por tempestades que causam bloqueio de estradas e cancelamentos de voos. Mesmo em estados que geralmente são menos atingidos pelo inverno, como o Texas, a neve forte ameaça derrubar linhas de energia.

Um evento climático muito similar aconteceu em fevereiro de 2021 e naquela época, as mineradoras de bitcoin da região também foram impactadas.

Publicidade

Quando a tempestade de inverno Uri atingiu o estado naquele mês, a Whinstone desligou completamente as máquinas de suas instalações por oito dias. 

A empresa respondeu a um pedido da companhia que opera a rede elétrica da região. A Ercot possui um “programa de resposta à demanda” onde incentiva os usuários industriais, como mineradoras de bitcoin, a economizar energia em situações de risco.  Em troca, a operadora paga as empresas quando faz essa solicitação, como forma de diminuir os prejuízos do corte.

A pausa nas operações da Riot Blockchain também é vista por outras empresas do ramo que diminuem o consumo de energia nos últimos dias.

O data center Compute North é outro que afirmou estar preparado para fechar uma fazenda de 11 megawatts no Texas para economizar energia. “Se precisarmos descer para manter a estabilidade, estamos totalmente prontos, dispostos e capazes de reduzir toda a nossa carga, se necessário”, disse Peter Liska, diretor de energia da Compute North, à Bloomberg.

VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito