Celualr mostra logotipo da Revolut
Shutterstock

A Revolut, uma das maiores fintechs do mundo, vai suspender a negociação de criptomoedas para clientes empresariais do Reino Unido a partir do dia 3 de janeiro de 2024, informou a empresa aos clientes do serviço Revolut Business em um comunicado por e-mail. Um print do documento começou a circular nesta manhã segunda-feira (18) na internet.

Apesar de não haver um comunicado público oficial, o Portal do Bitcoin confirmou o conteúdo do e-mail com a assessoria de imprensa da empresa. “Todos os detalhes sobre a decisão estão no e-mail que foi enviado aos clientes do Revolut Business”. 

Publicidade
E-mail da Revolut explica fim do serviço no Reino Unido (Fonte: Revolut Business)

Nele, a empresa afirma que a pausa é temporária para que possa atender aos novos requisitos da Autoridade de Conduta Financeira (FCA), regulador no Reino Unido, que entrarão em vigor no dia 8 de janeiro de 2024.

“Esses requisitos visam melhorar a jornada do cliente e fornecer proteção adicional tanto para os novos investidores de criptomoedas quanto para os clientes ativos”, diz trecho do comunicado.

Como resultado, ressalta o e-mail, “precisaremos ajustar nossa oferta atual de criptomoedas no Revolut Business para garantir que todos os novos requisitos sejam atendidos”.

“Esta pausa não afetará a sua capacidade de manter ou vender criptomoedas através da Revolut Business, nem afetará quaisquer outras ferramentas e funcionalidades que utilize connosco”, finaliza.

Publicidade

Vale lembrar que em agosto deste ano a Revolut anunciou a suspensão de seus serviços de criptomoedas nos EUA a partir de 3 de outubro para todos os clientes, decisão também influenciada pelo cenário regulatório e pelas incertezas em torno do mercado de criptomoedas no país.

Na ocasião, ao confirmar a informação descrita em um e-mail aos clientes e que que também circulava na internet, um porta-voz da Revolut disse que “esta decisão não foi tomada de ânimo leve e entendemos a decepção que isso pode causar”.

No Brasil, a Revolut, que já opera em mais de 30 países, começou a operar oficialmente em maio deste ano, o que resultou na primeira unidade da empresa na América Latina.

A empresa trouxe uma série de serviços que incluem uma conta digital única para serviços de câmbio e remessa de dinheiro em 27 moedas fiat, além de um cartão de débito ou pré-pago.

Publicidade

“O Brasil é um mercado empolgante para a Revolut e possui um enorme potencial para nossa expansão global”, afirmou na época o cofundador da Revolut, Nikolay “Nik” Storonsky.

You May Also Like
Imagem da matéria: Detentores do token do Coritiba recebem mais de R$ 1 milhão por venda de jogador

Detentores do token do Coritiba recebem mais de R$ 1 milhão por venda de jogador

Somando a venda de Dodô com as de Matheus Cunha e Rodrigo Guth, os investidores do token do Coritiba já receberam mais de R$ 2 milhões
Imagem da matéria: Monark pede doações em Bitcoin e recebe (até agora) R$ 537

Monark pede doações em Bitcoin e recebe (até agora) R$ 537

Monark irá publicar os resultados após 24 horas e como contrapartida para valores acima de R$ 20 irá dar acesso a uma plataforma
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin passam de US$ 3 bi captados e superam lançamento do ETF de ouro

Os ETFs de Bitcoin à vista ultrapassaram o desempenho histórico dos ETFs de ouro, e os novos fundos captaram US$ 450 milhões por dia nesta semana
Celular com logotipo da BInance

Binance vai listar quatro novos pares de negociação com USDC e Lira turca, incluindo Worldcoin

Os novos pares também serão incluídos no serviço Trading Bots (robôs de negociação) da plataforma