moeda de bitcoin e ethereum com gráfico ao fundo
Shutterstock

O preço das duas principais criptomoedas permaneceram quase inalterados desde o último fim de semana até o fechamento de 2022 – um ano brutal para as moedas digitais.

Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) caíram 1,5% nos últimos sete dias, com a primeira trocando de mãos em US$ 16.557 e a última valendo cerca de US$ 1.192 neste sábado (31), de acordo com dados do CoinMarketCap.

Publicidade

O Bitcoin começou a semana com desvantagem, depois que várias mineradoras dos EUA suspenderam as operações devido ao clima extremo. A taxa de hash do Bitcoin – uma marca do poder de computação da rede – caiu quase 40% e atingiu o fundo do poço em 156,36 EH/s. Desde então, recuperou-se para 247,87 EH/s.

Mas foi uma semana muito diferente para Solana. SOL enfrentou as perdas mais pesadas entre as 20 principais moedas, desvalorizando 17% para negociar a US$ 9,78. Solana atingiu a mínima de dois anos e está lutando para ficar acima do nível de suporte de US$ 10.

O longo sell-off começou no início do mês passado, quando Solana estava registrando altas de quase quatro vezes seu valor atual. Com o colapso da FTX, a fé em Solana também caiu; a rede foi fortemente apoiada pela FTX, pela empresa irmã Alameda Research e pelo criador do grupo, Sam Bankman-Fried.

Dogecoin (DOGE), a memecoin de melhor desempenho do ano, registrou a segunda maior perda entre os 20 primeiros tokens. Ela caiu cerca de 11% e atualmente é negociada a US$ 0,068588.

Publicidade

O Dogecoin começou a descer esta semana em meio a rumores controversos de que a rede seguirá o exemplo do Ethereum e fará a transição de um mecanismo de consenso de proof of work (PoW) para proof of stake (PoS).

Os principais desenvolvedores da Dogecoin negam que a mudança seja iminente, embora o engenheiro principal Michi Lumin tenha dito que há um plano em andamento para apresentar uma proposta de PoS à comunidade.

Apenas uma das 30 principais criptomoedas subiu muito esta semana: OKB explodiu 15,4% e atualmente é negociada a $ 25,22.

Japão, China e Turquia fazem movimentos

Enquanto as manchetes continua a dar destaque ao desenrolar da saga FTX, três países importantes deram passos experimentais em direção ao cripto esta semana.

Publicidade

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FCA) divulgou na segunda-feira um projeto de diretrizes sobre a aceitação de stablecoins emitidas no exterior. As diretrizes seguem a lei histórica do parlamento japonês, aprovada em junho, que classificou legalmente as stablecoins como dinheiro digital, desde que sejam suficientemente respaldadas e resgatáveis. O novo quadro entra em vigor em 2023.

Enquanto isso, a primeira plataforma de negociação de NFT – estatal – compatível com as leis da China será revelada no dia de Ano Novo, informou a mídia chinesa na terça-feira, com uma cerimônia oficial de lançamento realizada em Pequim.

Finalmente, na quinta-feira, o banco central da Turquia anunciou que concluiu o primeiro conjunto de testes para uma Lira digital, a CBDC do país. Mais testes serão realizados no primeiro trimestre do ano que vem e um relatório seguirá com a avaliação do banco central.

Mesmo depois de um ano brutal para os preços das criptomoedas, os países seguem de olho no comércio de criptomoedas, stablecoins e criptomoedas de banco central.

Traduzido com autorização do Decrypt

Como será o mercado de criptomoedas em 2023? Clique aqui e descubra no relatório gratuito do time de Research do MB

VOCÊ PODE GOSTAR
Hacker com capuz sorri no escuro

“Fizemos besteira”: Gala Games confirma hack de de R$ 1,2 bilhão

Um invasor usou um exploit para cunhar e roubar 5 bilhões de tokens da Gala Games (GALA)
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

Aprovação do ETF de Ethereum pode acontecer antes do esperado, diz Coinbase

Maior exchange de criptomoedas dos EUA, a Coinbase está confiante de que a SEC aprovará ETFs de Ethereum à vista muito em breve, apesar do pessimismo mais amplo
Imagem da matéria: Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador solo completou o bloco 843.231 do Bitcoin usando software da CKpool
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta