Imagem da matéria: QR Asset vai abrir fundo cripto que rendeu 86% em 2023 para o público geral
Foto: Shutterstock

Enquanto nos Estados Unidos as gestoras estão brigando para atrair clientes para seus ETFs de Bitcoin à vista, os reflexos dessa corrida começaram a respingar em outros países, e no Brasil a QR Asset deu um primeiro passo anunciando que seu fundo QR Blockchain Assets (QRBA) será aberto para o público geral.

Lançado em abril de 2020, o fundo multimercado de gestão ativa foi o primeiro com exposição de até 100% em criptoativos do Brasil. Porém, desde seu lançamento ele era voltado apenas para investidores qualificados – que possuem mais de R$ 1 milhão investidos – e possuía aporte inicial de R$ 500.

Publicidade

Porém, o fundo passará a ser aberto para o público de varejo, com investimento mínimo de apenas R$ 1. Em nota, a gestora afirmou que a data de início das negociações no novo formato será anunciada em breve.

A valorização do fundo

Em 2023, o fundo QRBA registrou uma valorização de 85,61%, segundo dados da própria gestora, ao passo que um investidor que comprou o produto desde o início de sua negociação obteve um retorno 401% acima do CDI.

“Entendemos o investimento em criptoativos como uma alocação ainda muito volátil, dada a natureza do mercado, que é ainda novo”, afirma Murilo Cortina, diretor comercial da QR Asset. “Esse tipo de investimento exige uma análise robusta do mercado, visando distinguir quais ativos possuem fundamentos sólidos e, principalmente, identificar os momentos ideais de entrada e saída.”

Segundo o site do fundo, seu patrimônio líquido até o dia 19 de janeiro era de R$ 10,781 milhões. A taxa de administração do QRBA é de 2%, enquanto a taxa de administração, que até agora era de 20% sobre o que exceder o CDI, com a mudança passa a ser de 20% sobre o que exceder o ICE US Treasury Short Bond Index, índice que mede o desempenho de títulos de curto prazo do Tesouro americano.

Veja as mudanças do fundo:

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Dificuldade de mineração do Bitcoin cai 7,8%, maior recuo desde o colapso da FTX

Dificuldade de mineração do Bitcoin cai 7,8%, maior recuo desde o colapso da FTX

O recuo substancial do preço do Bitcoin desde março prejudicou a renda do setor de mineração em geral
Moeda dourada de Bitcoin (BTC) sobre um gráfico de preço com candles indicando queda nos preços

Semana Cripto: Queda do Bitcoin derruba principais altcoins enquanto memecoins políticas permanecem voláteis

Bitcoin e Ethereum desabam em meio a narrativas sobre Mt. Gox e BTCs do governo da Alemanha
homens em miniaturas lidando com moeda gigante de bitcoin

Venda de Bitcoin com prejuízo por mineradores é sinal que moeda pode ter atingido um fundo

O hashrate do Bitcoin está diminuindo, assim como em dezembro de 2022 — depois disso, aumentou 4 vezes em 15 meses
Imagem da matéria: Sydney Sweeney tem Twitter hackeado para divulgação de golpe cripto

Sydney Sweeney tem Twitter hackeado para divulgação de golpe cripto

Mais um dia, mais um hack de celebridade: a atriz Sydney Sweeney teve sua conta no X invadida (novamente!) para promover um golpe de pump-and-dump