Investidor desesperado com gráficos de queda ao fundo
Shutterstock

O token recém-lançado ARB, da rede de segunda camada Arbitrum, derreteu no domingo (2), enquanto a rede tentava limpar o caos que desceu sobre a primeira votação da organização descentralizada (DAO), que supostamente deveria ditar os rumos dos projeto através de votações.

Os organizadores da Arbitrum anularam na prática os resultados da votação, decidida de forma democrática pelos eleitores detentores da criptomoeda nativa.

Publicidade

Em meio ao que muitos na comunidade classificaram como uma enganação, o preço do ARB caiu 10% no domingo, para US$ 1,16, segundo a CoinGecko. Isso deixou ARB no posto de 42ª maior criptomoeda por capitalização de mercado, com um valor total de cerca de US$ 1,5 bilhão.

Já na manhã desta segunda (3), o token ensaia uma pequena reação e reduz o recuo para 5%, após sinalizações dos administradores do projeto de que podem rever a forma como as medidas serão aprovadas pela DAO, dividindo as aprovações em pequenos pacotes.

Leia também: Por que o token da Arbitrum está provocando um frenesi no mercado

A liderança da Arbitrum havia anunciou em março que estava formando uma DAO, cujo lançamento coincidiu com a aguardada chegada ao mercado do token de governança ARB, na semana passada.

O valor do token vem de sua função dentro do ArbitrumDAO. As pessoas que possuem o ARB podem desempenhar um papel no futuro da rede, votando em propostas, como foi o caso da proposta o AIP-1, que descreve detalhes como a estrutura da própria DAO.

Publicidade

Quase 80% dos tokens ARB votaram contra a medida AIP-1, até o momento. No entanto, um funcionário da Arbitrum chamado Patrick McCorry afirmou que a proposta feira AIP-1 era apenas “uma formalidade” e não um pedido de autorização – e que a proposta já estava em vigor.

“Acreditamos que muito do sentimento negativo em torno do AIP-1 foi motivado pela confusão em torno da noção de que o AIP-1 é uma ratificação e não um pedido”, escreveu McCorry em um post no blog.

“Existe um [problema] do ovo e da galinha que precisa ser resolvido ao descentralizar uma rede, e o objetivo do AIP-1 era informar a comunidade de todas as decisões que foram tomadas com antecedência.”

Como exemplo, McCorry disse que havia vários elementos da transição da Arbitrum para ser governado por uma DAO que precisavam ser estabelecidos e implementados antes, incluindo a formação de uma Fundação, que seria responsável por administrar as decisões do DAO e destinar certos fundos.

Publicidade

Como as medidas descritas na AIP-1 já foram implementadas, a oposição da comunidade e os votos contra a proposta são essencialmente inúteis.

Ponto polêmico

Um elemento do AIP-1 que atraiu o maior escrutínio é a alocação de 750 milhões de tokens ARB à Arbitrum Foundation para fazer doações, reembolsar provedores de serviços e cobrir seus custos administrativos e operacionais.

A postagem de McCorry incluía uma justificativa que comparava decisões semelhantes tomadas por outras redes. Ele acrescentou que a Fundação já “começou a usar esses tokens no interesse do DAO, incluindo a conversão de alguns fundos em stablecoins para fins operacionais”.

A Arbitrum posteriormente esclareceu no Twitter que o valor total de ARB convertido em stablecoins era de cerca de US$ 10 milhões.

A Arbitrum lançou seu novo token ARB em 23 de março, e mais de 1 bilhão de ARB foram reivindicados por mais de 550 mil carteiras digitais, de acordo com um painel do Dune.

Publicidade

Arbitrum é uma solução de escalonamento para Ethereum construída pela Offchain Labs. Ele foi projetado para tornar as transações da rede Ethereum mais baratas e rápidas, processando-as em uma rede separada e, em seguida, retransmitindo seus recibos de volta.

A proposta do AIP-1 foi criada pela Lemma LTD, que McCorry disse ser um dos “poucos provedores de serviços diferentes” com os quais a Arbitrum Foundation está trabalhando para “se autoinicializar e estar em posição de servir adequadamente ao DAO”.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos
Pessoa inserindo chip no celular

Justiça manda TIM pagar R$ 21 mil a cliente que teve celular clonado e perda de criptomoedas

A partir da clonagem do celular, os invasores tiveram acesso ao email e posteriormente a uma carteira cripto na Binance
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas