Investidor feliz
Shutterstock

Depois de um longo inverno cripto, os mineradores e os hodlers de médio porte de Bitcoin estão de volta à ativa, de acordo com um relatório apresentado na terça-feira (17) pela empresa de inteligência blockchain Glassnode.

O Bitcoin subiu nos últimos dias e agora está sendo negociado acima de US$ 20 mil pela primeira vez desde o colapso espetacular da FTX. Isso significa que agora é lucrativo novamente para as empresas de mineração executarem o caro hardware necessário para minerar Bitcoin.

Publicidade

Isso também significa que o hodler de Bitcoin, se optasse pela venda do seu estoque agora, não estaria mais vendendo o ativo digital com perdas.

A Glassnode estima que o “preço realizado” do Bitcoin, o preço médio que os investidores atuais pagaram pelo BTC, é de cerca de US$ 19.700. O preço médio que o Bitcoin negociou nos últimos 155 dias é de US$18 mil. Em ambos os casos, o ativo está agora sendo negociado bem acima dessa marca, hoje mudando de mãos a mais de US$ 21 mil.

O rali significa que os mineradores também estão recebendo algum alívio, observa a empresa de análise. A mineração de Bitcoin é o uso do poder computacional para resolver as complexas equações matemáticas necessárias para criar um novo Bitcoin.

De acordo com a Glassnode, atualmente custa cerca de US$ 18.800 para minerar Bitcoin. Com a criptomoeda agora sendo negociado acima de US$ 20 mil, isso significa que a empresa de mineração comum pode mais uma vez operar realmente obtendo lucro.

Publicidade

O preço do Bitcoin saltou na semana passada após a notícia de que as taxas de inflação nos EUA começaram a esfriar. O Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) aumentou sua taxa de referência ao longo de 2022 para conter a inflação recorde nos Estados Unidos, derrubando ativos de risco em todos os setores, incluindo ações e Bitcoin.

O Fed elevou pela última vez as taxas de juro em dezembro em 50 pontos base—um aumento mais modesto em comparação com vários aumentos de 75 pontos base ao longo do ano.

O último relatório de inflação dos EUA mostrou que a inflação medida em dezembro caiu para 6,5%, abaixo dos 7,1% medidos em novembro. Isso parece ter ajudado os investidores a ganhar confiança de que o Fed pode começar a suavizar sua política monetária agressiva.

Os aumentos das taxas ao longo de 2022 contribuíram para um brutal mercado de baixa dos criptoativos. E à medida que o preço do Bitcoin despencou, várias empresas alavancadas acabaram sendo mortas, incluindo a Celsius, a Voyager e a Three Arrows Capital.

Publicidade

O maior colapso, de longe, ocorreu em novembro, quando a FTX, antes uma líder de mercado, implodiu após uma corrida para sacar os valores da exchange. A crise de liquidez forçou a empresa a admitir que os fundos dos clientes na plataforma não estavam totalmente lastreados, congelou as retiradas e, eventualmente, pediu recuperação judicial.

Agora, com o fundador da FTX Bankman-Fried acusado de oito crimes financeiros e aguardando julgamento, e o Fed tirando o pé do acelerador, os investidores de criptoativos podem novamente ter motivos para se sentirem otimistas.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0

VOCÊ PODE GOSTAR
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
hackers em frente a computadores

Exchange de criptomoedas Rain perde US$ 14,8 milhões em ataque hacker

A exchange disse que já tomou as medidas necessárias e que todas as sua atividades estão funcionando normalmente, inclusive saques
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
tornado cash 1

Desenvolvedor do Tornado Cash é condenado a 5 anos de prisão por lavagem de dinheiro

“O Tornado Cash, em sua natureza e funcionamento, é uma ferramenta destinada a criminosos”, disse um dos juízes ao condenar Alexey Pertsev