Imagem da matéria: Por que estímulos econômicos dos governos podem favorecer o ouro e o bitcoin
Foto: Shutterstock

O que aconteceu com o ouro?

A cotação disparou 18% só neste mês de agosto, após ser divulgada a compra recorde de ouro pelos Bancos Centrais nos seis primeiros meses do ano.

Além disto, influenciou positivamente o acirramento entre a disputa comercial (Trade Wars) entre China e EUA, especialmente após declarações do presidente do FED — espécie de Banco Central dos EUA — de que seguiriam com estímulos econômicos.

Publicidade

Por que o estímulo econômico favorece o ouro?

Parece contraintuitivo: estímulos econômicos deveriam aquecer a economia e fazer com que investimentos mais seguros tornem-se menos atrativos.

O problema é que no cenário atual de início de recessão global, leia-se: falta de crescimento no Produto Interno Bruto (PIB) da maioria dos países, os investidores temem que isto não vá funcionar. Ao menos esta é a visão de alguns respeitados traders como Ray Dalio e Mark Mobius.

Quem são estas pessoas e por que falariam a verdade?

Para início de conversa, ambos estão semiaposentados, administrando basicamente suas fortunas pessoais. Foram gestores de fundos de investimento com patrimônio superior a R$ 1 trilhão por mais de três décadas.

A performance de ambos, Ray na Bridgewater e Mark na Templeton, foi algo que provavelmente levará muito tempo para ser repetida. São considerados ‘papas’ dos investimentos e dificilmente erram na visão de longo prazo.

O que aconteceria em caso de recessão global?

Mesmo que não ocorra uma crise como aquela de 2008/2009, na qual milhões de pessoas perderam empregos e imóveis que estavam financiados por conta de uma recessão global, estes grandes investidores temem por uma onda de inflação e/ou forte desvalorização das moedas.

Publicidade

Isto ocorre porque os países se endividam para estimular a economia e acabam tendo que injetar liquidez no mercado, seja imprimindo moeda ou títulos de dívida.

O ouro não possui inflação?

Sim, quanto maior for a cotação no mercado, mais minas que tornam-se rentáveis. Algumas estão desativadas devido ao alto custo de exploração.

Atualmente são extraídos do solo cerca de 3.000 toneladas de ouro por ano, o que representa aproximadamente 1,6% do estoque em circulação.

Se a cotação subir 20% nos próximos meses, é de se esperar que essa produção aumente bastante. Já tivemos casos no qual a extração de ouro mais que duplicou em relação ao ano anterior.

Publicidade

Como isto impacta as criptomoedas?

A mineração de algumas moedas é definida por critérios matemáticos. No caso do Bitcoin, são produzidos cerca de 700.000 moedas por ano. Isto representa aproximadamente 4% do estoque em circulação.

Em meados de 2020 isto será reduzido pela metade através do halving, que foi determinado na criação do projeto.

É esta escassez digital, além do alto poder de mineração que protege a rede de ataques, que torna a moeda tão valiosa.

Neste sentido, vale a pena comprar e esperar alguns anos, seguindo a filosofia destes investidores multimilionários.

Sobre o autor

Marcel Pechman atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Desde maio de 2017 faz arbitragem e trading de criptomoedas, além de ser cofundador do site de análise de criptos RadarBTC


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken