Imagem da matéria: Poder de mineração do bitcoin atinge novo recorde
(Foto: Marco Verch/Flickr)

A rede descentralizada que sustenta o Bitcoin atingiu a marca de 52 quintilhões de hashes por segundo. O fluxo de cálculos matemáticos resolvidos pelos processadores ligados à blockchain para validar as transações é tão alto que faltam comparações. Conforme a dificuldade da rede aumenta, faltarão palavras para descrever o tamanho do hashrate.

Os dados estão no site da Blockchain, que divulga dados sobre a rede em tempo real. 60% do aumento ocorreu nos últimos três meses, quando a hashrate atingiu 43 quintilhões de hashes por segundo, de acordo com a Bitcoinist. O acontecimento marca o aumento de mineração no mundo, além da crescente dificuldade para criar novos blocos de Bitcoin.

Publicidade

52 quintilhões (52.000.000.000.000.000.000) é um número tão alto que poucas coisas no mundo servem como comparação. Como lembra um usuário do Twitter, a Terra possui cerca de 7 quintilhões de grãos de areia.

Depois de atingir a marca dos centilhões, a quantidade de hashes processada por segundo na rede só poderá ser expressa com notação científica.

Previsão de valorização

Devido ao novo marco na história dos criptoativos, Max Keiser, dono do site Russia Today e divulgador do Bitcoin, argumentou que a moeda digital deve sofrer valorização de até 15% nos próximos dias. Segundo o investidor, “o preço acompanha o hashrate. Por enquanto, a criptomoeda segue em desvalorização após índices positivos na última semana.

Nesta segunda-feira (6), Philippe M. Heilberg – que fora líder de uma divisão da gigante AIG voltada para o mercado de seguros – escreveu no Twitter: “O crescimento do hasrate nos últimos 3 meses foi de 60%. Mesmo considerando um volume de crescimento de 10%, isso faz imaginar o que os vendedores estão pensando.”

Publicidade

O aumento de hashrate não tem acontecido exclusivamente com o Bitcoin. Como mostrou o Portal do Bitcoin em agosto de 2017, o Bitcoin Cash, desde seu lançamento, aumentou consideravelmente a quantidade de hashes necessária para minerar blocos da criptomoeda.

Leia também: Análise Técnica Bitcoin 08/08/18


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Atlético-MG, Bahia, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Internacional, São Paulo e Vasco da Gama são times que integram a nova campanha da Chiliz
graficos vermelhos em queda

Investidores sacam R$ 1 bilhão de projeto DeFi da Solana após renúncia de CEO

O fundador da Marginfi anunciou sua renúncia em meio a um turbilhão de controvérsia e desentendimento operacional
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

O que é restaking? Tendência polêmica do Ethereum agora é mercado de US$ 8 bilhões 

Protocolos de restaking que permitem gerar nova liquidez com tokens já travados na rede são vistos como “risco sistêmico” por Vitalik Buterin, criador do Ethereum
Imagem da matéria: Blockchain Empresarial: entenda como funciona a tecnologia que atrai gigantes bancários

Blockchain Empresarial: entenda como funciona a tecnologia que atrai gigantes bancários

A blockchain empresarial aproveita o melhor dos protocolos abertos ao mesmo tempo que atende à necessidade de companhias por privacidade e segurança