Imagem da matéria: Perdeu dinheiro na FTX? Este site te conecta com as autoridades americanas
Foto: Shutterstock

Você é uma vítima da FTX? Melhor ligar para os federais americanos.

Ou pelo menos visite o site que eles criaram para distribuir informações sobre o processo criminal contra o fundador da FTX, Sam Bankman-Fried.

Publicidade

Na semana passada, os promotores federais dos EUA apresentaram documentos em Manhattan pedindo permissão para usar um site para se comunicar com pessoas que perderam dinheiro no colapso espetacular da FTX. O juiz distrital dos EUA, Lewis Kaplan, que está supervisionando o caso, aprovou no mesmo dia.

De acordo com o pedido de recuperação judicial da FTX de 11 de novembro, a exchange deve dinheiro a mais de 100 mil credores — mas isso exclui os usuários de suas exchanges de criptomoedas, FTX e FTX US.

A inclusão desses usuários na contagem eleva o número para mais de 1 milhão de pessoas. Os promotores argumentaram que seria “impraticável” entrar em contato com todos eles, um por um.

Em casos criminais, os promotores são obrigados a notificar as vítimas antes do processo de confissão ou sentença e dar-lhes tempo suficiente para depor se quiserem ser ouvidas.

“Com base no número de vítimas que forneceram tal notificação, o tribunal decidirá sobre a maneira pela qual as vítimas serão ouvidas em tais processos”, escreveu Kaplan em sua ordem judicial.

Publicidade

John Ray, atualmente CEO da FTX e o responsável por supervisionar sua reestruturação com base no Capítulo 11 da lei americana de falências, disse ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos EUA durante uma audiência em dezembro que “um pequeno número de clientes dos EUA” estava entre os usuários da FTX.com.

“Sabemos que havia 2,7 milhões de usuários da FTX nos EUA, o que novamente é uma estimativa porque as pessoas tinham várias contas de trade”, disse Ray em seu depoimento. 

“No silo [FTX.com], tínhamos mais de 7,6 milhões de usuários — mais uma vez, superestimando os relacionamentos reais com os clientes devido à multiplicidade de contas de qualquer cliente em particular. Portanto, precisamos chegar ao fundo desses números de clientes. Mas é improvável que muitos deles possam comparecer pessoalmente ao tribunal de Manhattan.”

De fato, uma análise dos dados mensais de usuários ativos da CoinGecko estima que a Coreia do Sul, Singapura e Japão respondem por 16% de todo o tráfego que da FTX.com antes da exchange fechar. 

Publicidade

Embora o site tenha sido configurado para detectar automaticamente se um usuário estava nos EUA e redirecioná-lo para o FTX US, o braço da empresa com sede nos EUA, esses clientes ainda representavam 2% de todo o tráfego.

Para deixar claro, o processo criminal do Departamento de Justiça contra o fundador da FTX, Sam Bankman-Fried, no Distrito Sul de Nova York, é completamente separado dos processos de recuperação judicial que estão em andamento em Delaware desde novembro.

Os promotores dos EUA acusaram Bankman-Fried de oito acusações criminais em 9 de dezembro (e revelaram a acusação em 13 de dezembro), incluindo fraude eletrônica e conspiração para cometer lavagem de dinheiro, um dia depois de ele ter sido preso nas Bahamas.

Ele foi extraditado para os Estados Unidos em 21 de dezembro e compareceu a Manhattan para se declarar inocente de todas as acusações criminais que enfrenta.

Os promotores federais também acusaram a ex-CEO da Alameda Research, Caroline Ellison, e o cofundador da FTX, Gary Wang, embora ambos tenham se declarado culpados e cooperado com os investigadores em seu caso contra Bankman-Fried.

Publicidade

Credores impacientes

No processo de recuperação judicial da FTX, há sinais de que esses milhões de credores e usuários estão ficando impacientes.

No início desta semana, o Comitê Ad Hoc de Credores da FTX Trading, representado pelo escritório de advocacia Venable, se opôs ao pedido da FTX de mais tempo para compilar uma conta detalhada de seus ativos e passivos.

A FTX inicialmente solicitou uma extensão do prazo em 17 de novembro, adiando a data de vencimento para 23 de janeiro. Então, em 21 de dezembro, a FTX apresentou outro pedido solicitando que o prazo fosse adiado para 15 de abril.

Mas o comitê não acredita que a prorrogação fará diferença.

“Não parece que os devedores serão capazes de reconciliar seus livros e registros pré-petição (ou, mais provavelmente, criá-los em primeira instância) e arquivar cronogramas e declarações precisos nesses casos do Capítulo 11”, escreveu o advogado Daniel O ‘Brien na objeção, “e eles não dizem tanto na moção, suplemento ou qualquer uma das declarações. Não há razão para estender o prazo nessas circunstâncias.”

Ele passou a argumentar que, no processo de recuperação judicial da Celsius, a empresa considerou todas as reivindicações dos correntistas contra todas as entidades do devedor para que pudesse prosseguir, deixando para depois a resolução de qual negócio específico deve dinheiro ao reclamante.

Uma solução semelhante poderia ser útil no processo de recuperação judicial da FTX, escreveu O’Brien, especialmente porque a empresa “provavelmente nunca será capaz de arquivar Cronogramas e Declarações precisos sob as circunstâncias”.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.co.

  • Como será o mercado de criptomoedas em 2023? Clique aqui e descubra no relatório gratuito do time de Research do MB 
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

A semana promete ser agitada à medida que chega o prazo final para a SEC decidir se aprova ou rejeita o lançamento de ETFs de Ethereum à vista
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Imagem da matéria: MB e Rappi se unem para celebrar data histórica para Bitcoin com entrega de pizzas a clientes da exchange

MB e Rappi se unem para celebrar data histórica para Bitcoin com entrega de pizzas a clientes da exchange

A plataforma de ativos digitais também promove campanha para recompensar trades realizados até 4 de junho