Imagem da matéria: Órgão internacional contra lavagem de dinheiro vai coletar dados de quem tem criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

Vários países, incluindo os membros do G7, pretendem lançar um sistema para monitorar as transações de criptomoedas. A ação visa apoiar o Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (Gafi/FATF) e deve coletar e compartilhar dados de usuários.

O G7 é um grupo internacional composto pelos seguintes países: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido.

Publicidade

Segundo publicação do site Nikkei Asian Review o sistema seria gerenciado pelo setor privado e teria como principal objetivo combater crimes de lavagem de dinheiro, terrorismo, bem como conter o roubo de dados de usuários de criptomoedas.

Com o FATF na liderança, já no ano que vem o grupo pretende elaborar medidas detalhadas para depois empregar o novo sistema, diz o site.

A ideia foi reforçada depois da conivência de funcionários dos ministros das Finanças e dos governadores de bancos centrais, que se reuniram em junho no G20.

Eles concordaram em trabalhar em ações para fortalecer a supervisão e eliminar as brechas que permitem transferências ilícitas de fundos.

Publicidade

Outro ponto citado na matéria é que muitos países ainda não possuem uma regulamentação do criptomercado e, portanto, essa cooperação internacional pode acelerar o desenvolvimento de medidas legais no âmbito global.

Gafi mais focado nas criptomoedas

Em meados de julho, o FATF ( Gafi em português) passou a considerar ainda mais as ações criminosas que envolvem o mercado de criptomoedas. Na ocasião, o órgão também jogou a responsabilidade para quem opera no mercado.

Marconi Costa Melo, secretário-executivo da instituição na América Latina (Gafilat), disse me uma entrevista:

“Quem compra e vende também deveria cumprir as obrigações de combate à lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo”.

Descrevendo como um mercado novo, Melo disse que a batalha estaria só começando, considerando que só faz um mês que o Gafi editou sua recomendação técnica sobre o assunto.

Conforme o documento, uma das principais preocupações é sobre o anonimato das transações.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fed e o Banco do Japão levarão o Bitcoin a US$ 1 milhão, diz Arthur Hayes

Fed e o Banco do Japão levarão o Bitcoin a US$ 1 milhão, diz Arthur Hayes

Um complexo emaranhado entre bancos centrais em relação ao iene levará a uma frenética impressão de dinheiro, elevando o preço do Bitcoin, diz o cofundador da BitMEX
moeda de bitcoin ao lado de celular com logo da mt gox

Manhã Cripto: Bitcoin cai após Mt. Gox mover US$ 9 bilhões em BTC

A grande movimentação de Bitcoin pela Mt. Gox é um sinal de que, muito em breve, os investidores lesados pelo hack de 2014 serão ressarcidos
Moeda de Ethereum na frente de gráfico

Manhã Cripto: Ethereum sobe 2,6% e flerta com US$ 4 mil; PEPE bate novo recorde

Com ganhos de 10% no dia, PEPE foi capaz de atingir um novo preço recorde de US$ 0.000017
Imagem da matéria: Criadora da segunda maior stablecoin, Circle anuncia chegada oficial ao Brasil

Criadora da segunda maior stablecoin, Circle anuncia chegada oficial ao Brasil

Empresa disse que lançará em breve uma opção para que o mercado brasileiro acesse de forma mais rápida a USDC