‘Operação de Natal’ do Youtube remove vídeos sobre bitcoin e preocupa youtubers

Vídeos no Youtube que acusam G44 Brasil de pirâmide financeira têm caráter informativo, diz Justiça
Foto: Shutterstock


Enquanto todos se preparavam para a chegada do Natal, o YouTube excluía vários vídeos produzidos por youtubers para a comunidade do bitcoin e das criptomoedas.

Segundo relatos em redes sociais, a plataforma fez várias exclusões de vídeos sobre bitcoin e até mesmo deu strikes — entende-se por strike a punição do canal. Para se ter uma ideia, após três strikes o Youtube bloqueia a conta.

A exclusão em grande massa feita pelo YouTube aconteceu de repente e sem aviso prévio.

“Tem canal que tá tomando strike de vídeos de dois anos atrás”, disse ao Portal do Bitcoin, Edilson, do canal Investimentos Digitais. Segundo ele, nenhum de seus vídeos até o momento foi afetado.

Até mesmo Vitalik Buterin, fundador do Ethereum, condenou a ação da rede social. Um usuário do Twitter reclamou pela exclusão de um vídeo que falava apenas sobre as fases do projeto.

“Parece que precisamos de alternativas ao Youtube”, disparou Buterin.

Já Edilson, cujo canal é um dos mais conhecidos da comunidade de criptomoedas no Brasil, disse que está em contato com os outros produtores de conteúdo para tentar descobrir o que aconteceu.



Youtube ataca

De acordo com a CCN, a ação do Youtube pode estar relacionada com os esforços do Google no que se refere à entrada no setor financeiro. A ‘operação’ seria então, uma espécie de ataque preventivo.

O Youtuber Chris Dunn, por exemplo, que possui mais de 200 mil seguidores na plataforma, começou a ser atacado dois dias antes do Natal.

“O Youtube acabou de remover a maioria dos meus vídeos sobre criptomoedas alegando serem de conteúdo ‘nocivo e perigoso’”, reclamou no Twitter.

O mesmo aconteceu com ‘Chico Crypto’, canal de Tyler Swope, também citado na reportagem.

Canais de brasileiros afetados

Os youtubers brasileiros também não ficaram de fora da suposta ofensiva contra canais que principalmente falam sobre Bitcoin.

O canal Bitnada, por exemplo, foi um dos afetados.

“Os youtubers cripto já pensam em migrar de plataforma, apostando em plataformas de vídeos descentralizadas, onde esses tipos de ocorrências não seriam possíveis”, escreveu a equipe em seu blog.

Binance condenou o Youtube

Em reação aos fatos, a Binance fez uma publicação de apoio no Twitter. A exchange pediu para que os youtubers prejudicados deixassem seus canais nos comentários.

“Se você é um #Crypto YouTuber que recebeu strike ou teve vídeos removidos hoje, deixe seu canal nos comentários abaixo. Convidamos todos a verificar alguns canais que você nunca viu antes e mostrar amor e solidariedade”, escreveu.

“Olá, meu nome é Douglas e eu sou produtor de conteúdo no canal #CryptoTchaps”, escreveu o Youtuber brasileiro em resposta ao tuíte, descrevendo a real e desconfortável situação.

“2 strikes em apenas 3 semanas! Mais um e meu canal será banido para sempre”, escreveu.

Outros canais também estão passando pelas mesmas dificuldades, dentre eles, ‘Canal Dinheiro’, ‘Playnegócios’ e ‘Étopasaber’.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br