Imagem da matéria: O que você precisa saber sobre o primeiro ETF de futuros de bitcoin dos EUA?
Foto: Shutterstock

Esta semana, o mundo cripto está passando por um grande momento histórico: o primeiro fundo de índice (ou ETF, na sigla em inglês) de bitcoin (BTC) poderá ser comprado a partir desta terça-feira (19).

A notícia gerou um rali de preço na semana passada, fazendo com que o preço do bitcoin (BTC) ultrapassasse os US$ 60 mil pela primeira vez desde maio.

Publicidade

O ETF, oficialmente chamado de “ProShares Bitcoin Strategy ETF”, cujo código de negociação será BITO, oferece uma nova forma de comprar bitcoin no mercado de ações.

A fim de responder a possíveis perguntas, o portal Decrypt preparou um simples artigo de perguntas e resposta. Desconsidere este artigo como um conselho de investimentos.

O que é o ProShares Bitcoin ETF?

ETF é a sigla em inglês para “fundos negociados em bolsa” (comumente chamados de “fundos de índice” no Brasil).

ETFs compram e armazenam um ativo ou diversos ativos (que podem variar do ouro a uma cesta temática de diferentes ações corporativas, como um ETF de cannabis) e, em seguida, o vende na forma de uma ação que qualquer pessoa pode negociar nos mercados públicos. ETFs rastreiam o preço do ativo implícito.

Porém, o novo ETF de bitcoin é um pouco diferente de um “genuíno” ETF de bitcoin. O que a ProShares estará comprando e armazenando não será bitcoin, e sim diversos contratos ligados ao futuro preço do bitcoin.

Publicidade

Em um anúncio nesta segunda-feira (18), a empresa deixou bem claro que “BITO, ou o ProShares Bitcoin Strategy ETF, irá investir principalmente em contratos futuros de bitcoin e não irá investir diretamente em bitcoin”.

Parece complicado… Será mesmo?

A menos que você seja um trader com experiência, um ETF é bem mais complicado do que a ação comum de uma empresa.

Diferente de um ETF comum, cujo preço rastreia o ativo implícito, ETFs de futuros podem ser negociados a valores diferentes. Isso se dá, em parte, porque traders profissionais estão usando ETFs de futuros para arbitrar movimentações de preço e porque o fundo possui custos para apresentar contratos mensais.

O diferencial é que o preço do ETF da ProShares irá rastrear aproximadamente o preço do bitcoin, mas não da mesma forma que um ETF tradicional rastrearia.

Publicidade

Como você pode comprar o novo ETF de bitcoin?

ETFs são negociados no mercado de ações. Então, se você tiver uma conta em uma corretora como a Fidelity ou a Robinhood, procure pelo código de negociação do ETF (BITO) e compre-o da mesma forma que você compraria ações da Microsoft, Tesla ou Square.

Quando você poderá comprá-lo?

Nesta segunda-feira (18), a ProShares anunciou que BITO começará a ser negociado nesta terça-feira (19).

Quais são as taxas inclusas no ETF?

A taxa anual do ETF da ProShares é de 0,95%, de acordo com o site MarketWatch. Se você comprar US$ 1 mil em ações, pagará US$ 9,50 em taxas anuais. Esse custo é maior do que as taxas cobradas em ETFs comuns. Isso acontece porque BITO é um ETF de futuros, conforme descrevemos acima.

Outros ETFs de bitcoin serão listados?

Sim. Outros fundos estão na expectativa de receberem aprovação da Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (SEC) e começarem a ser negociados em breve.

No entanto, também serão ETFs de futuros semelhantes à oferta da ProShares, tanto em termos de preço como de estrutura.

Um ETF tradicional ligado ao bitcoin (já disponível em outros países, como no Brasil) ainda está longe de ser aprovado por reguladores nos EUA e ainda não se sabe se a aprovação da SEC de um ETF de futuros dará margem para um ETF “puro” bitcoin.

Publicidade

Um ETF é uma boa forma de comprar bitcoin?

Isso depende de você.

Se você deseja obter exposição ao bitcoin por meio de uma conta em uma corretora, essa é uma das diversas maneiras.

Lembre-se que você também pode comprar ações do Grayscale Bitcoin Trust (GBTC), uma opção que existe há tempos, mas cobra uma taxa anual de 2% e não reflete exatamente o preço do bitcoin.

Outra forma de obter exposição ao bitcoin seria comprar ações de empresas que possuem bitcoin, como a MicroStrategy, Square e Tesla. Este mês, a SEC aprovou um ETF de “empresas da Revolução Bitcoin” que armazenam bitcoin ou estão trabalhando em produtos relacionados à criptomoeda.

No entanto, grande parte dos investidores veteranos de criptomoedas te dirá que a melhor forma de comprar bitcoin é diretamente. É possível comprar bitcoin em corretoras como Coinbase, Binance, Kraken, Gemini, Robinhood, Square ou PayPal.

Dessa forma, você paga taxas mais baixas e garante que o preço que você está pagando é quase o preço atual do mercado.

No entanto, a compra direta de criptomoedas exige alguns conhecimentos técnicos, que podem intimidar ou irritar algumas pessoas, e é por isso que muitos especialistas de mercado acreditam que um ETF de bitcoin dará as boas-vindas a novos investidores.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização da Decrypt.co

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Estudo mostra que 61% dos investidores brasileiros não pretendem vender Bitcoin

Pesquisa realizada pela Bitget releva otimismo pós-halving do Bitcoin
Cofre dourado no formato de baleia receb moedas shiba inu SHIB

Baleias voltam a encher os bolsos de Bitcoin, mostra análise

A acumulação acelerada de baleias é um sinal de que o mercado altista do Bitcoin ainda está ativo
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários