Imagem da matéria: Nubank questiona se vale a pena investir na poupança e mostra alternativas
Nubank recebeu uma avanlanche de críticas e pedidos de alívio por causa do coronavírus (Foto: Shutterstock)

Em artigo publicado no domingo (01), uma das maiores fintechs do Brasil, o Nubank, questionou o porquê de os brasileiros preferirem investir suas economias na caderneta de poupança. O investimento é considerado de baixo risco e preferido pela maioria dos poupadores — oito em cada dez.

O intuito da fintech, no entanto, não foi de afronta à queridinha dos poupadores, mas sim para ilustrar que existem outras modalidades de investimento que oferecem a mesma facilidade das cadernetas.

Publicidade

Ademais, o artigo fez uma comparação entre a modalidade poupança com a da aplicação da própria instituição, que é a função ‘guardar dinheiro’; elas rendem 70% da Selic (juros básicos da economia) e 100% do CDI, respectivamente.

Existem também outras opções de investimentos que, segundo a empresa, são seguros como a poupança e rendem mais — os CDBs e os títulos do Tesouro Direto.

Nubank questiona poupança

No artigo, a fintech cita uma pesquisa do SPC (Serviço de proteção ao crédito) para tornar mais claro o tema em questão.

O estudo apontou que os poupadores têm medo de perder dinheiro e veem segurança na poupança.

Isso porque nem todos sabem que estão seguros pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) — se o banco quebrar, o fundo garante até R$ 250 mil por CPF.

Publicidade

Mas não é só por isso que eles não optam por outros investimentos. Não ter dinheiro o suficiente para aplicar em outros investimentos também foi levado em conta.

“O fato de não sobrar dinheiro no final do mês para buscar outros investimentos” foi citado em 28% das respostas do consumidor em uma pesquisa feita pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

“Por isso, acabam aplicando valores baixos, aqueles que restam do orçamento mensal, na caderneta”, escreveu o Nubank.

Segundo argumentou, um outro ponto que funciona como uma espécie de obstáculo para o poupador ficar só na poupança é o “costume”, ou seja, a falta de ação torna a aplicação um hábito natural.

“Isso não é, necessariamente, um problema, mas é importante saber que, ao investir mês após mês na poupança, você deixa de ganhar – afinal, existem opções de melhor rentabilidade e a poupança, hoje, oferece um rendimento pouco maior que o da inflação”, argumentou a fintech.

Publicidade

Ponto negativo

Ao final, a apesar de considerar a poupança um investimento seguro, com risco quase zero, o Nubank expôs os pontos negativos da modalidade de investimento.

A fintech disse que “não vale a pena investir na poupança — se você pode aplicar esses valores em outros investimentos, pode ser uma boa medida”.

Citou então o ‘aniversário do depósito’, que é quando o rendimento é creditado, ou seja 30 dias depois do depósito. Caso haja saque antes data, perde-se os rendimentos do período.

Poupança em baixa em 2020

Com os rendimentos comprometidos por causa da queda dos juros, o interesse na caderneta de poupança começou 2020 em baixa.

Em janeiro, os investidores retiraram R$ 12,36 bilhões a mais do que depositaram na aplicação, segundo o Banco Central. Essa foi a maior retirada mensal líquida da história desde o início da série, em 1995.

Publicidade

Isso porque com rendimento de 70% da Taxa Selic, a poupança está atraindo menos recursos porque os juros básicos estão no menor nível da história. Com a Selic em 4,25% ao ano, o investimento está cada vez rendendo menos.

Em 2019, a aplicação rendeu 4,26%, segundo o Banco Central, contra inflação oficial de 4,31% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Para 2020, o Boletim Focus, pesquisa com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, prevê inflação oficial de 3,4% pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Com a atual fórmula de rendimento, a poupança renderá 2,975% em 2020, caso a Selic permaneça em 4,25% ao longo de todo este ano.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo