Imagem da matéria: Nubank é a startup de US$ 10 bilhões que você nunca ouviu falar, diz site dos EUA
(Foto: Shutterstock)

O banco digital brasileiro Nubank foi citado como a startup mais valiosa da América Latina, embora ainda desconhecida nos EUA, no portal de tecnologia Recode, do site Vox.

O anúncio de expansão para o México e a estimativa de que a empresa valha entre US$ 8 bilhões e US$ 10 bilhões teriam despertado o interesse de investidores americanos.

Publicidade

O Nubank estaria negociando um aporte de capital de cerca de US$ 1 bilhão com um fundo controlado pelo SoftBank Group, responsável por investimentos polpudos no Vale do Silício. Segundo o artigo, há pelo menos mais uma oferta no radar no banco brasileiro.

“Estamos sempre em busca de oportunidades para novos recursos”, afirmou um porta-voz do banco digital ao site americano. O SoftBank não comentou o assunto.

Se o acordo for fechado, o Nubank seria a segunda fintech mais valiosa do mundo, atrás apenas da americana Stripe, sistema de pagamentos para lojas online, avaliada em cerca de US$ 20 bilhões.

Outros investidores do banco digital brasileiro são a Sequoia Capital, a chinesa Tencent e a DST Global, do bilionário russo-americano Yuri Milner. 

Publicidade

Nubank na América do Sul

De acordo com o site americano, a avaliação de valor do Nubank reflete o crescimento do ecossistema de startups no Brasil e o deslocamento de investidores para países emergentes que buscam por empresas promissoras.

Na América do Sul, o fluxo de venture capital foi o maior já registrado – US$ 1,98 bilhão em 2018, ante US$ 500 milhões dois anos antes, apontam dados da Lavca (Associação Latino-americana de Private Equity e Venture Capital).

No mercado brasileiro, os investidores em busca de fintechs miram um mercado onde 55 milhões ainda não têm acesso a uma conta no banco. O mercado é altamente concentrado: os cinco maiores bancos, com o Itaú no topo da lista, detêm cerca de 82% dos ativos bancarizados. 

O Nubank, com 8,5 milhões de clientes, é o maior banco digital fora da Ásia e deu certo em um país onde o custo do empréstimo é alto e o atendimento ao cliente deixa a desejar, diz o artigo. 

Publicidade

“Lembro de ficar preso nas portas giratórias a prova de balas um ou duas vezes porque meu celular estava no bolso e os seguranças ficavam me olhando armados”, disse o fundador do Nubank, David Vélez, em entrevista ao jornal britânico Financial Times.

Empresa para ficar de olho

O banco digital foi criado em 2013 e lançou produtos como cartões de crédito e débito, além de programas de recompensas, com adesão pela internet, e serviços via aplicativo. Em maio, o Nubank anunciou a expansão de suas operações para o México.

Os críticos do acordo apontam as estimativas muito otimistas pelas quais a SoftBank se tornou conhecida, e temores de que a economia brasileira continue em marcha reduzida nos próximos anos.

Para o Recode, o banco digital se tornou uma “empresa para ficar de olho” pela sua estratégia agressiva de expansão internacional. A tática pode transformar o Nubank em uma das startups de mais rápida ascensão nos países em desenvolvimento, como o indiano Paytm.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda e notas pendurada em um varal

Operação contra maior milícia do RJ revela que suspeitos compravam Bitcoin para lavar dinheiro

Fonte do dinheiro movimentado pelos suspeitos seria oriundo de grilagem de terras, extorsão contra comerciantes e exploração do transporte
Fachada do MPDFT - Facebook

PM que atraía colegas de farda para pirâmide com criptomoedas é alvo do MP do DF

O policial militar e um grupo suspeito de pessoas e empresas teriam aplicado um golpe de R$ 4 milhões; alvos do MPDFT são do DF e GO
Imagem de Glaidson Acácio dos Santos, mais conhecido como Faraó do Bitcoin

Gilmar Mendes mantém prisão de Glaidson Acácio dos Santos, criador da GAS Consultoria

A defesa do ‘Faraó do Bitcoin’ alegou problemas psiquiátricos e uso de medicamento controlado, além de questionar a jurisdição acerca da competência para os processos
logo do bitcoin em cima de livro

Goiânia recebe lançamento do livro “101 Perguntas Sobre Bitcoin”

A obra da Editora Portal do Bitcoin escrita pelo engenheiro Breno Brito serve como um guia para compreensão da criptomoeda mais popular do mundo; veja como participar