Tela de computador em cima de dólares mostra NFTs bored apes
Foto: Shutterstock)

Hoje em dia, um dos tipos de tokens mais falados ao redor do mundo é o NFT. Todo mundo está aderindo a ele, como celebridades, esportistas, times de eSports, artistas e muitos outros.

Entretanto, quanto mais os NFTs ganham popularidade, mais dúvidas surgem por parte daqueles que estão dando os primeiros passos no mercado cripto (às vezes, até por parte de quem já tem experiência) e não fazem ideia do que eles se tratam.

Publicidade

O que é um NFT?

NFT é uma sigla para non-fungible token (ou tokens não fungíveis em português). Tokens são representações digitais de um ativo real, seja ele tangível ou intangível. A tokenização busca tornar negociações dos mais diversos tipos de ativos existentes mais simples e rápidas, além de mais acessíveis.

De maneira geral, os NFTs funcionam como um certificado de autenticidade digital, cuja veracidade é registrada na Blockchain, que é o “livro contábil” do universo cripto. Assim, um token não fungível não pode ser copiado ou replicado. 

Os NFTs são insubstituíveis, porque existe apenas uma versão original disponibilizada de cada um deles, da mesma forma que uma obra de arte de um pintor famoso, por exemplo, é um item insubstituível, independentemente das cópias que existem ao redor do mundo. É por isso que os ativos digitais associados aos NFTs se valorizam tanto.

A validação de um token não fungível é feita através de um certificado digital de propriedade, garantindo exclusividade para quem é o seu dono. Esses certificados não podem ser copiados, uma vez que estão armazenados em redes descentralizadas via Smart Contracts, sendo a Rede Ethereum a mais popular para a criação e transação dos NFTs.

Publicidade

Diferente de criptoativos fungíveis, como é o caso do Bitcoin, os NFTs não podem ser intercambiados com equivalência. Por exemplo, um Bitcoin é fungível. Se você trocar um BTC por outro, permanecerá com exatamente o mesmo valor. Ainda usando uma obra de arte como exemplo, ela não pode ser trocada por outro quadro, pois você terá algo completamente diferente.

Como os NFTs funcionam?

O caráter fungível de alguns criptoativos torna possível que eles sejam utilizados como um meio seguro de transações de valores na economia digital. Os NFTs alteram o paradigma criptográfico fazendo com que cada token não fungível seja único e insubstituível. Dessa forma, é impossível que um NFT seja equivalente a outro.

NFTs também são extensíveis, o que significa que você pode combinar um token não fungível com outro para “gerar” um terceiro exclusivo. Assim como outros tipos de tokens, um NFT também contém informações sobre a propriedade para fácil identificação e transferência entre os detentores de tokens. E os donos também podem adicionar metadados ou atributos pertencentes ao ativo em NFTs. 

Como o valor de um NFT é definido?

Cada NFT tem um preço único e esse valor está sempre mudando dependendo do mercado, que se baseia na lei da oferta e procura. 

Publicidade

Assim, os preços dos tokens não fungíveis variam de acordo com a especulação do mercado. Independentemente de representarem um quadro, um carro ou uma jóia, o preço vai variar de acordo com o quantos as pessoas valorizam o ativo representado pelo NFT.

Conheça a tecnologia por trás dos NFTs

De maneira geral, a grande maioria dos NFTs são parte da Blockchain da Rede Ethereum, onde estão armazenadas informações adicionais que os fazem funcionar de maneira diferente da moeda da rede, o Ether (ETH). 

Os NFTs foram desenvolvidos a partir do padrão ERC-721 para emissão e troca de ativos, que define as interfaces mínimas necessárias, como propriedade, segurança e metadados.

Já o padrão ERC-1155, que é mais recente, consegue ir além, reduzindo os custos de transação, além do espaço necessário para armazenamento dos NFTs, agrupando vários tipos de tokens não fungíveis em um único contrato.

A padronização é importante, porque esses ativos “únicos” podem ser transferidos mais facilmente entre diferentes aplicativos, beneficiando as pessoas que estão transacionando este tipo de token.

Publicidade

Por que comprar NFTs?

A tokenização surgiu para diversificar a carteira das pessoas e, também, como uma forma de democratizar o acesso a investimentos. Entretanto, pelos NFTs serem produtos de alta volatilidade, é preciso, antes de negociá-los, ter conhecimento sobre como as movimentações ocorrem no mercado cripto e como eles se comportam.

Dependendo da coleção escolhida, a compra de um NFT pode apresentar uma valorização superior quando comparada às principais criptomoedas, como, por exemplo, o “Bored Apes”: conforme a coleção foi ganhando atenção, a demanda foi aumentando e os macacos passaram a valer cada vez mais, inclusive, algumas celebridades pagaram quantias milionárias por eles.

Espero que você tenha entendido mais sobre os NFTs e como eles podem representar uma ótima oportunidade de investimento e de diversificação para a sua carteira!

Sobre o autor

Daniel Coquieri é CEO da empresa de tokenização de ativos Liqi Digital Assets. Empreendedor do ramo da tecnologia, foi fundador da BitcoinTrade, uma das maiores corretoras de criptomoedas do Brasil.

VOCÊ PODE GOSTAR
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

Aprovação do ETF de Ethereum pode acontecer antes do esperado, diz Coinbase

Maior exchange de criptomoedas dos EUA, a Coinbase está confiante de que a SEC aprovará ETFs de Ethereum à vista muito em breve, apesar do pessimismo mais amplo
HANDS, memecoin, mãos, rug pull,

Criador de memecoin disse que não tinha mãos, então não conseguiria “puxar o tapete” — ele mentiu

“NoHandsNoRug”, o criador da memecoin HANDS, disse que não aplicaria um rug pull. Adivinha o que aconteceu em seguida?
Moeda de Ethereum na frente de gráfico

Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Subindo menos que outras criptomoedas em 2024, o Ethereum pode se recuperar e superar seus pares nos próximos meses, avalia a Coinbase
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide