Stan Druckenmiller de terno marrom é fotografado durante entrevista
Stanley Druckenmiller (Foto: Reprodução/Youtube)

O bilionário Stanley Druckenmiller, investidor americano de 70 anos que administrou o dinheiro de George Soros nos anos 90, admitiu na semana passada em uma conferência em Nova York (EUA) que não possui Bitcoin, o que ele admitiu ser possivelmente um erro. 

“Para ser franco, não possuo nenhum Bitcoin, mas deveria”, disse ele durante um bate-papo com o megainvestidor Paul Tudor Jones, um dos maiores gestores de fundos hedge do mundo, segundo publicação do site The Block.

Publicidade

Druckenmiller, que é presidente e CEO da gestora Duquesne Family Office e possui uma fortuna avaliada em US$ 6,2 bilhões de acordo com a Forbes, investiu no Bitcoin no passado. Portanto, pelas afirmações recentes, ele deve ter liquidado suas posições em algum momento, o que não foi revelado.

Isso porque em 2020 o investidor afirmou que possuia Bitcoin, sem dizer qual era a quantidade, enquanto conceituava o maior ativo do mercado de criptomoedas como uma reserva de valor semelhante ao ouro. 

“Eu possuo muito mais ouro do que Bitcoin, mas francamente se a aposta no ouro funcionar, a aposta no Bitcoin provavelmente funcionará melhor porque é mais ilíquido e tem muito mais beta”, disse ele na época em uma entrevista à CNBC.

Sobre o termo ‘beta’, trata-se de um índice que mede a volatilidade de um ativo em comparação com o mercado como um todo.

Publicidade

Cerca de oito meses depois, Druckenmiller deixou claro que não detinha mais nenhum Bitcoin. Ele relembrou que uma coisa que o fez se sentir “idiota” foi presenciar o período em que o BTC ficou entre US$ 50 e US$ 17 mil, entre 2013 e 2018, e decidir não se arriscar ao investir na criptomoeda.

“Eu queria comprar todos os dias. Ele [Bitcoin] estava subindo e — mesmo que eu não pensasse muito nisso — eu simplesmente não conseguia suportar o fato de que estava subindo e eu não o possuía”, disse.

Preço do Bitcoin hoje

A caminho de fechar o mês com valorização de 26%, o Bitcoin é negociado nesta terça-feira (31) com uma alta tímida de 0,4%, a US$ 34.438, segundo dados do CoinMarketCap.    

Em reais, o BTC mostra pouca variação, cotado a R$ 174,4 mil, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

Publicidade

A segunda maior criptomoeda por valor de mercado, o Ethereum (ETH) tem leve alta de 0,5%, cotado a US$ 1,8 mil.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

As quedas resultaram em liquidações de US$ 148 milhões no mercado de criptomoedas nas últimas 24 horas
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas