CEO-da-Microstrategy-Michael-Saylor
Criador da Microstrategy, Michael Saylor (Foto: Reprodução/Youtube)

O cofundador e Presidente Executivo da MicroStrategy, Michael Saylor, disse que a empresa não está apenas ciente dos Ordinals, mas também está interessada em como o protocolo que configurou a comunidade do Bitcoin pode levar à inovação de software.

Em uma entrevista no Bitcoin 2023 em Miami, Saylor disse exclusivamente ao Decrypt que a empresa de software está analisando os Ordinais e avaliando o seu potencial em termos de desenvolvimento de aplicações.

Publicidade

Frequentemente usado para criar ativos semelhantes a NFT em cima do Bitcoin, os Ordinals lançados em janeiro, e o protocolo — embora não seja totalmente adotado pela comunidade Bitcoin — criou uma nova onda de experimentação com a criptomoeda mais antiga do setor cripto.

Uma inovação recente no espaço que aproveita os Ordinals é uma estrutura experimental para a construção de tokens em cima do Bitcoin. Ela foi desenvolvida pelo entusiasta de dados em cadeia Domo no início de março. E desde então, milhares de outros chamados tokens BRC-20 foram criados.

Todas essas transações foram parcialmente — ou inteiramente, dependendo de quem você perguntar — responsáveis pela elevação das taxas de transação na rede Bitcoin. Isso tem sido um benefício para os mineradores de Bitcoin, que recolhem taxas de transação pelo seu papel na segurança da rede. Mas muitos membros da comunidade queixaram-se de que as taxas elevadas dificultam que usuários comuns usem o BTC como o sistema de caixa eletrônico peer-to-peer, o que Satoshi Nakamoto, o criador pseudônimo do Bitcoin, tinha como principal motivação.

A discussão em torno dos Ordinals é importante, disse Saylor, porque “os mineradores de Bitcoin precisam ter sucesso a longo prazo.” Ele acrescentou que o desenvolvimento de aplicações baseadas na funcionalidade do Bitcoin também poderia reforçar a adoção geral da moeda, entre indivíduos, empresas e governos.

Publicidade

Saylor não disse especificamente quais casos de uso a MicroStrategy ela está analisando que usam Ordinals, mas observou que a capacidade de submeter dados à blockchain do Bitcoin que não estão apenas relacionados a transações tem potencial para muitas aplicações inovadoras.

“Toda a ideia de gravar um pedaço de dados no blockchain abre a porta para a possibilidade de que eu possa gravar uma assinatura digital, ou queime um registro, ou queime um hash de um documento”, disse Saylor.

No tocante à segurança corporativa, Saylor mencionou a DocuSign, que permite que empresas e indivíduos enviem e assinem acordos com segurança usando o produto de assinatura eletrônica da empresa. Mas isso torna as mega corporações dependentes de um banco de dados proprietário, observou Saylor.

“No momento, as empresas têm segurança fraca em comparação com o Bitcoin”, disse Saylor, acrescentando que as inovações que usam a maior criptomoeda do mundo poderiam “introduzir um novo nível de segurança” nas empresas “que não existe no momento.”

Publicidade

Os comentários de Saylor vêm apenas uma semana depois que ele descreveu os Ordinals como um “catalisador” para a adoção do Bitcoin no PBD Podcast. Ainda assim, ele reconhece que essa ferramenta já foi usada por muitas razões bobas.

“O consenso geral é criticar coisas que achamos bobas, mas não censurá-las”, disse ele na quinta-feira em Miami.

Saylor não queria prever “qual protocolo vencerá”, mas disse que alterar o Bitcoin para que censure certos usos seria errado. Foi um aceno ao esforço de um grupo de desenvolvedores principais do Bitcoin, incluindo Luke Dashjr, para tratar os Ordinals como “spam” e filtrá-los das transações.

“Se alguém quiser mudar o protocolo, a fim de censurar alguém de usar Bitcoin, não acho que isso seja consistente com os valores da comunidade”, disse Saylor. “Acredito em regras sem governantes.”

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

Notcoin é um jogo baseado no Telegram que nos últimos meses acumulou um total de 35 milhões de jogadores
Imagem da matéria: Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Subindo menos que outras criptomoedas em 2024, o Ethereum pode se recuperar e superar seus pares nos próximos meses, avalia a Coinbase
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Wells Fargo dos EUA e a Metaplanet do Japão anunciaram novos investimentos no Bitcoin
criptomoedas caindo no fogo

Volume de negociação em corretoras de criptomoedas cai pela 1ª vez em 7 meses

Análise aponta que guerra no Oriente Médio e freio no fluxo dos ETF cripto dos Estados Unidos foram os motores para a queda