Imagem da matéria: Microsoft Compra GitHub por US$ 7,5 Bilhões
hris Wanstrath (à esq.), CEO e cofundador do GitHub_ Nat Friedman, vice-presidente corporativo de Serviços de Desenvolvedor da Microsoft_ Satya Nadella, CEO_ e Amy Hood, diretora financeira da Microsoft (Foto: Divulgação)

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira (04) a compra da plataforma de desenvolvimento de software GitHub em um acordo de US$ 7,5 bilhões em ações, uma aquisição que vai combinar duas culturas corporativas opostas. 

“Hoje, anunciamos um acordo para adquirir a GitHub, principal plataforma de desenvolvimento de software do mundo. Quero compartilhar o que essa aquisição significará para o nosso setor e os desenvolvedores”, abriu o comunicado, Satya Nadella, CEO da Microsoft. 

Publicidade

O gigante da tecnologia é um peso pesado em termos de softwares cujos códigos-fonte não são abertos ou modificáveis como são os da GitHub, que desde sua criação foi democrática filosoficamente.

Criada em 2008, a plataforma do GitHub tem mais 28 milhões de usuários em todo o mundo. Ela permite que os desenvolvedores gerenciem softwares em cooperatividade.

“Ao unir forças com o GitHub, fortalecemos nosso compromisso com a liberdade. A Microsoft é uma empresa pioneira e vai cooperar com a inovação para os desenvolvedores,”, disse Nadella.

Nadella também expôs que o objetivo é oferecer o melhor para capacitar cada desenvolvedor a construir, inovar e resolver desafios mais urgentes do mundo e que a Microsoft reconhece a responsabilidade da comunidade. 

Publicidade

Sob nova direção 

O vice-presidente corporativo da Microsoft, Nat Friedman, será o CEO da GitHub, enquanto o atual chefe-executivo da GitHub, Chris Wanstrath, irá para a Microsoft colaborar em iniciativas estratégicas de software. 

“Eu nunca poderia ter imaginado essa fusão, quando o código aberto e os negócios eram considerados diferentes como petróleo e água uma década atrás”, disse Wanstrath no blog da GitHub. 

A Bloomberg já reportava no último domingo (03) a possível aquisição da GitHub pela Microsoft e um acordo poderia ser anunciado ainda hoje, segunda-feira. 

Este ato da gigante do software seria um movimento descrito por muitos, como voltar às raízes de onde tudo começou. 

Publicidade

Bill Gates e Paul Allen co-fundaram a Microsoft com o objetivo de desenvolver produtos de software para computadores pessoais para dar aos amadores uma maneira de programar seus próprios projetos. 

Desde então, a empresa cresceu para incluir consoles de videogame (Xbox), eletrônicos de consumo, computadores pessoais e serviços de nuvem (Microsoft Azure). 

Nada vai mudar, por enquanto 

Como toda negociação tem que ter parecer jurídico, ainda mais em se tratando de grandes organizações, como a Microsoft, o acordo vai passar pelas condições habituais de fechamento e revisão regulatória, mas, segundo a compradora, o acordo deve ser finalizado até o final do ano. 

Os desenvolvedores podem continuar livremente no uso da plataforma, sem nenhuma restrição. 

“O GitHub vai permanecer como está, de forma independente, para fornecer uma plataforma aberta para todos os desenvolvedores em todos os setores”, disse a Microsoft.

E o que a aquisição da Microsoft significa para o setor? Segundo o Gitlab, o aumento da influência de desenvolvedores de software, pois eles são os principais profissionais do mercado na criação de soluções digitais. As organizações têm agregado muito valor a isto.

Publicidade

O GitHub é o ‘xodó’ dos desenvolvedores e a Microsoft sabia disso o tempo todo. Essa junção vai cultivar ainda mais essa mentalidade.

Impacto na receita 

Em abril, a Microsoft comunicou que seus lucros aumentaram 35%, US$ 7,4 bilhões no terceiro trimestre fiscal, com receita de 16%, para US$ 26,8 bilhões. A fonte principal desses ganhos foram as operações de computação em nuvem para os negócios. 

A empresa disse que a aquisição do GitHub deverá ter um impacto negativo na receita de 2019, mas positiva a partir de 2020.

Leia também: Brasil: Muitas Exchanges de Criptomoedas e Pouco Volume de Bitcoin

BitcoinTrade

Comprar e vender Bitcoin e Ethereum ficou muito mais fácil. A BitcoinTrade é a plataforma mais segura e rápida do Brasil. Além disso, é a única com a certificação de segurança PCI Compliance. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: https://www.bitcointrade.com.br/

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

De 8 a 10 de outubro, pontos chave da cidade de Madri atrairão o ecossistema Web3 sob uma perspectiva de negócios, legal e técnica
Três policiais na porta de suspeito de tráfico de drogas no MT

Servidor que usava sistema de secretaria para vendas de drogas com criptomoedas na dark web é preso no MT

A plataforma de comércio ilegal de entorpecentes funcionava através da rede Tor
Imagem da matéria: Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de "copia e cola"

Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de “copia e cola”

Após derrubar o preço da memecoin NORMIE, hacker ofereceu devolver fundos se os criadores do projeto fizerem melhorias no código
Imagem da matéria: Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

A CVM multou a pirâmide financeira Atlas Quantum após identificar indícios “robustos e consistentes” de que tudo não passava de uma operação fraudulenta