Imagem da matéria: Meta, do Facebook, quer “intensa compatibilidade” com blockchain e Web 3
Foto: Shutterstock

Meta, anteriormente conhecida como Facebook, visa uma “intensa compatibilidade” com a tecnologia blockchain, de acordo com uma publicação interna da empresa e conferida pelo The New York Times.

“Minha orientação geral é atingir uma intensa compatibilidade com o blockchain. Não existem muitos locais onde eu espero que nós dependamos dela exclusivamente ainda, mas se virmos uma oportunidade de trabalhar em conjunto com empreendedores do setor Web 3, espero que valha a pena”, disse Andrew Bosworth, futuro diretor técnico da Meta, em um comunicado interno.

Publicidade

Embora ele tenha sugerido cautela, Bosworth afirmou que a tecnologia blockchain pode ter “impactos profundos em nossa indústria na próxima década”.

Bosworth também reconhece que usuários estão escolhendo equivalentes descentralizados a plataformas tradicionais de redes sociais e tecnologia. No entanto, ele disse que essas pessoas continuam sendo a minoria.

“Embora grande parte das pessoas esteja contente em usar Facebook e Google, muitas não estão. Aquelas que não os utilizam estão desproporcionalmente envolvidos na criação de uma onda genuinamente impressionante de tecnologia”, acrescentou.

Essa não foi a primeira vez que Meta se aproximou do território cripto.

Novi, o projeto cripto da Meta, anunciou este mês que um “número limitado” de pessoas nos EUA poderia enviar a stablecoin da Paxos por meio do WhatsApp.

Publicidade

A reformulação do Facebook foi aliada às novas intenções de mergulhar mais fundo no emergente metaverso, que se sobrepõem bastante com criptomoedas.

É claro que essa migração para a indústria cripto precede sua reformulação corporativa. Em 2019, o Facebook anunciou Libra, uma stablecoin que seria lastreada em diversas moedas do mundo.

Libra se tornou Diem, uma stablecoin lastreada pelo dólar americano. Diem nunca saiu do papel conforme muitos grandes parceiros saíram do empreendimento.

Criptomoedas à parte, a reformulação da Meta e o aparente interesse de Bosworth na tecnologia blockchain são parte integrante da visão da grande rede social de um mundo governado pelo metaverso.

Publicidade

“Acredito que estamos basicamente deixando de focar no Facebook para focar no metaverso”, afirmou o CEO Mark Zuckerberg na época do anúncio da empresa.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

BRX Finance busca aproveitar as potencialidades da blockchain para criar uma infraestrutura financeira mais eficiente, acessível e transparente para todos os brasileiros
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Bitcoin e Ethereum vão em direções opostas nesta sexta-feira (5), com investidores globais atentos aos dados do mercado de trabalho nos EUA
Uniswap, venture, criptomoedas, investimentos, web3

Manhã Cripto: Token da Uniswap despenca 17% após alerta de processo da SEC e Bitcoin recupera os US$ 70 mil

CEO da Uniswap, Hayden Adams, disse não estar surpreso, “apenas irritado, desapontado e pronto para lutar”
Imagem da matéria: Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Segundo a Polícia Civil, a suspeita atraiu as vítimas prometendo altos lucros com investimentos em Bitcoin