Imagem da matéria: Mercado NFT dá sinal de vida e vendas do ano passado chegam perto do recorde de 2021
NFT da coleção Mutant Ape Yacht Club (Foto: OpenSea)

Mesmo com meses de declínio em negociações e preços em queda, o volume geral de vendas de Tokens Não Fungíveis (NFT) no ano passado quase atingiu o pico de 2021, de acordo com dados do DappRadar.

Os dados sugerem que o início de 2022 mais agitado no mercado de NFTs impulsionou a contagem do final do ano e ajudou a compensar os vários meses mais fracos que se seguiram.

Publicidade

O mercado NFT gerou cerca de US$ 24,7 bilhões em volume de negociação orgânica em 2022 em plataformas e mercados de blockchain, de acordo com as informações do DappRadar.

Essa é uma ligeira queda em relação ao total de US$ 25,1 bilhões registrado em 2021, quando os NFTs aumentaram em atividade e interesse à medida que colecionáveis tokenizados tornaram-se mais do que um interesse de nicho.

Leia também: As dez maiores coleções de NFTs de 2022

Embora o volume global de negociação do ano tenha sido praticamente estável, o DappRadar registrou um grande aumento no número de NFTs negociados no ano passado. Foram cerca de 101 milhões de negociações NFT ao longo de 2022, em comparação com cerca de 58,6 milhões de negociações NFT em 2021.

Em outras palavras, mais NFTs foram negociados a valores mais baixos em USD, dados os preços em queda dos criptoativos e NFTs.

Publicidade

Dados sem manipulação

Os dados “orgânicos” da DappRadar excluem as operações suspeitas de serem lavagem de dinheiro ou que tenham sido manipuladas de alguma forma.

Os trades com suspeitas de lavagem geralmente ocorrem quando os traders vendem seus próprios NFTs entre suas carteiras controladas a preços inflacionados, muitas vezes na tentativa de jogar com um modelo de recompensas simbólicas em um marketplace.

Bilhões de dólares em trades suspeitos foram excluídos dos dados, tal como observado em mercados como o LooksRare e o X2Y2, que oferecem incentivos simbólicos para os trades.

NFTs em 2022

O mercado cripto perdeu um valor significativo ao longo do ano, com as perdas se acelerando em maio, em meio ao colapso do projeto Terra. O chamado inverno cripto foi então intensificado pela queda da FTX e o subsequente contágio da indústria, que está impactando ainda mais os preços dos criptoativos.

Publicidade

O mercado de NFTs seguiu uma progressão semelhante ao longo do ano. As vendas aumentaram em janeiro, com o ótimo momento vivido em 2021 continuando no começo de 2022, já que o mercado OpenSea sozinho registrou um mês recorde com US$ 5 bilhões em volume de negociação.

No entanto, o volume de negociação diminuiu nos meses seguintes, mas depois o lançamento maciço no final de abril de terrenos NFT para o projeto Otherside do Yuga Labs—um game com um metaverso temático da coleção Bored Ape Yacht Club—impulsionou o mercado e fez com que o OpenSea tivesse um recorde de volume de negociação em um único dia.

Nesse ponto, parecia que o volume de vendas de NFTs de 2022 poderia facilmente superar o de 2021.

Entretanto, esse pico não durou por muito tempo. Como os preços das criptomoedas entraram em colapso em maio, o mesmo aconteceu com o embalo das negociações da NFT, o que fez os preços despencarem acentuadamente.

O volume mensal caiu de quase US$ 3,3 bilhões em maio para pouco mais de US$ 1 bilhão em junho, segundo o DappRadar, mas o mercado não superou mais a marca de US$ 1 bilhão nos meses desde então.

O Bored Ape Yacht Club da rede Ethereum foi o projeto NFT mais vendido de 2022, de acordo com dados do CryptoSlam, com quase US$ 1,6 bilhão em volume de negociação. No entanto, a maioria dessas negociações ocorreu entre janeiro e maio, uma vez que os preços iniciais caíram de um pico no final de abril de US$ 429 mil em ETH para uma baixa recente de menos de US$ 60 mil em novembro.

Publicidade

Marketplaces NFT

O OpenSea continuou sendo o principal mercado para negociações orgânicas de NFT, com mais de US$ 297 milhões em dezembro, de acordo com o DappRadar. O Blur, um rival mais recente que incentivou as negociações de NFT com a promessa de recompensas simbólicas futuras, saltou de cerca de US$ 115 milhões em novembro para quase US$ 177 milhões em dezembro.

A blockchain Solana continuou seu recente padrão de altos e baixos, caindo de US$ 95 milhões para quase US$ 70 milhões em novembro. Anteriormente, havia caído para US$ 67 milhões em outubro, após um setembro quente que viu quase US$ 134 milhões em vendas de NFTs depois do lançamento do y00ts.

Enquanto isso, a Flow—a plataforma blockchain por trás dos projetos NBA Top Shot e NFL All Day—”estancou o sangramento” após dois meses consecutivos de declínio de 50% ou mais. O token FLOW registrou cerca de US$ 6,8 milhões em vendas de NFTs em dezembro, uma queda considerável dos cerca de US$ 7,7 milhões de novembro.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Como será o mercado de criptomoedas em 2023? Clique aqui e descubra no relatório gratuito do time de Research do MB

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 64 mil; CEO da Binance clama para que “colega querido” seja libertado da prisão

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 64 mil; CEO da Binance clama para que “colega querido” seja libertado da prisão

Richard Teng fez uma publicação para pedir que as autoridades da Nigéria libertem Tigran Gambaryan
HANDS, memecoin, mãos, rug pull,

Criador de memecoin disse que não tinha mãos, então não conseguiria “puxar o tapete” — ele mentiu

“NoHandsNoRug”, o criador da memecoin HANDS, disse que não aplicaria um rug pull. Adivinha o que aconteceu em seguida?
Imagem da matéria: Tom Brady é ridicularizado por ligação com FTX em especial da Netflix

Tom Brady é ridicularizado por ligação com FTX em especial da Netflix

Brady e sua ex-esposa, Gisele Bündchen, adquiriram uma participação acionária na falida FTX em 2021
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem