Imagem da matéria: Mercado Bitcoin vira patrocinador da camisa do Vasco da Gama
Foto: Shutterstock

O Mercado Bitcoin anunciou que firmou um contrato de patrocínio Club de Regatas Vasco da Gama. Em um contrato de 24 meses, a exchange pretende, além de expor sua marca na manga da camisa do time profissional masculino e do Sub-20 de futebol, contribuir com o projeto DIGIVASCO, que visa a comunicação com o torcedor sobre projetos de inovação de forma educativa.

Além disso, a parceria vai incentivar o eSports, promovendo peneiras e laboratórios para o desenvolvimento de novos atletas de games como Free Fire, PES, Rainbow Six Siege, entre outros nas comunidades do entorno do estádio de São Januário

Publicidade

Também estão previstas ações com atletas da base, oferecendo educação financeira para que eles possam organizar, administrar seus recursos e ajudar a gerir suas carreiras.

Recentemente, o Vasco, em parceria com a Block4, uma das investidas do Grupo 2TM (holding do Mercado Bitcoin), ampliou seu projeto de ingressos colecionáveis, em que é possível adquirir ingressos virtuais e ter acesso a recompensas exclusivas.

Vasco Token

A parceria com o Club de Regatas Vasco da Gama começou em dezembro de 2020, quando foi lançado o Vasco Token, ativo baseado no Mecanismo de Solidariedade da FIFA. O token prevê o pagamento de uma parcela de qualquer transação – seja ela definitiva ou por empréstimo – ao clube formador do atleta negociado. O time foi um dos pioneiros a se beneficiar dessa dinâmica e abrir o caminho para a rentabilização de seus ativos.

Cada token é formado por uma fração do direito do Mecanismo de Solidariedade de 12 atletas que compõem a cesta:

Publicidade

Josef de Souza Dias (Beşiktaş, Turquia), Douglas Luiz Soares de Paulo (Manchester City F.C, Inglaterra); Philippe Coutinho (Futbol Club Barcelona, Espanha); Alex Teixeira Santos (Jiangsu Suning, China); Paulo Henrique Sampaio Filho – Paulinho (Bayer 04 Leverkusen, Alemanha); Allan Marques Loureiro (Everton, Inglaterra); Evander da Silva Ferreira (FC Midtjylland, Noruega); Luan Garcia Teixeira (Sociedade Esportiva Palmeiras, Brasil); Mateus da Silva Vital Assumpção (Sport Club Corinthians Paulista, Brasil); Alan Kardec de Souza Pereira Jr. (Chongqing Lifan FC, China); Marrony da Silva Liberato Silveira (Football Club Midtjylland, Dinamarca) e Nathan Santos de Araújo (Boavista Futebol Club, Portugal).

No total foram emitidos 500 mil tokens, que alcançaram o valor de R$ 50 milhões. Destes, 20% foram comprados pelo próprio Mercado Bitcoin, pelo valor de R$ 10 milhões, valor creditado ao Vasco da Gama antes mesmo da abertura da venda ao investidor e que ajudou a reforçar o caixa do clube.

Em pouco mais de 15 meses, os detentores do Vasco Token já receberam rendimentos provenientes de transações de Philippe Coutinho, Allan Loureiro e Marrony.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: O futuro do dinheiro, um storytelling a ser acompanhado | Opinião

O futuro do dinheiro, um storytelling a ser acompanhado | Opinião

Cadu Moura comenta um debate importante sobre o futuro do dinheiro feito durante o Web Summit Rio
Senado, Congresso, Câmara dos Deputados, Brasília, Parlamento

Segregação patrimonial no mercado cripto será tema de audiência pública na Câmara

Na justificativa para a audiência, o deputado Aureo Ribeiro disse que práticas adotadas por algumas exchanges despertam “graves preocupações”
Imagem da matéria: Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Diferente do que aconteceu antes do halving de 2020, desta vez os mineradores aproveitaram a recente disparada do Bitcoin para vender parte de suas reservas
Imagem da matéria: Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

No Parque Hyatt, no centro de Paris, o presidente da Crypto.com, Eric Anziani, falou com o Decrypt sobre regulamentação e a expansão de sua exchange