Imagem da matéria: MB fecha parceria com a rede social de investimentos Invight
Foto: Shutterstock

O Invight, rede de investimentos e educação financeira, e o MB (Mercado Bitcoin), maior plataforma de ativos digitais da América Latina, acabam de firmar acordo de parceria cujo pilar de democratizar o acesso das pessoas aos investimentos de qualidade uniu as empresas.

Trata-se da primeira exchange a fazer essa integração, permitindo que os usuários acessem serviços relacionados a ativos digitais diretamente no Invight por meio da infraestrutura oferecida pelo MB.

Publicidade

A operação irá oferecer aos usuários do Invight uma experiência completa e abrangente no mundo das criptomoedas, permitindo que invistam diretamente pelo aplicativo por meio da corretora e em um ambiente seguro, além do acesso a notícias, vídeos e recomendações desse mercado que já circulavam dentro da plataforma.

“A chegada desse novo player reforça o compromisso de ambas as empresas com segurança e inovação, com a oferta de soluções abrangentes para atender às necessidades do mercado financeiro atual. Ao unir a expertise do MB em criptomoedas com a abordagem pioneira e social do Invight, estamos criando uma rede única que permitirá aos usuários explorar e investir melhor, com muita informação para a tomada de decisão”, destaca o head do Invight, Pedro Cespi.

“Estamos entusiasmados em sermos a primeira plataforma de ativos digitais a se conectar ao Invight. Acreditamos que essa parceria permitirá que os investidores aprimorem seus conhecimentos financeiros e interajam com a comunidade, enquanto acessam facilmente serviços de ativos digitais, tudo em um ambiente integrado e seguro”, diz Fabrício Tota, diretor de Novos Negócios do MB.

Benefícios aos usuário

A integração com o MB oferece novos benefícios aos usuários do Invight, que passam a ter acesso direto às funcionalidades e oportunidades oferecidas pela exchange, mas agora dentro do aplicativo. Com essa expansão dentro do app, o Invight contempla os interesses e estratégias de investimento que os usuários buscam.

Publicidade

No mercado de criptomoedas, os usuários podem explorar uma ampla gama de ativos digitais disponíveis para negociação na plataforma, sendo as mais conhecidas Bitcoin e Ethereum, além de projetos inovadores e emergentes. Ainda, contam com recursos avançados de análise, como gráficos de análise técnica, assim como enviar e acompanhar suas ordens em tempo real.

O Mercado Bitcoin busca diversas iniciativas para oferecer recursos educacionais abrangentes para auxiliar os investidores no entendimento do mercado de criptomoedas e na adoção de melhores práticas de segurança.

Nesse sentido, por meio da parceria com o Invight, os usuários terão acesso a conhecimentos especializados e poderão contar com suporte dedicado em suas jornadas de investimento, sendo que as ferramentas avançadas de análise ajudarão os investidores a tomarem decisões embasadas e a aproveitar as oportunidades do mercado de criptomoedas.

“Identificamos que havia uma demanda dos usuários e influenciadores da nossa plataforma. Por isso, a parceria abre canal para novas possibilidades ao permitir aos investidores realizarem compra e venda de criptomoedas sem a necessidade de sair do Invight. Os investidores terão acesso a uma grande variedade de produtos, como a renda fixa digital, por exemplo, que usa tecnologia de blockchain”, completa Cespi.

Publicidade

“Nossa plataforma é mais do que uma simples exchange porque contamos com uma infraestrutura crypto-as-a-service (CaaS), fornecendo aos investidores acesso não apenas a transações de ativos digitais, mas também a informações valiosas para tomadas de decisões financeiras informadas. Por meio do CaaS, já firmamos mais de 30 parceiros entre agentes autônomos e empresas como Magalu (que oferecerá ativos digitais para cerca de 40 milhões de clientes) e Guide”, afirma Tota.

Para se beneficiar dessa parceria, os usuários do Invight que ainda não são clientes precisam abrir uma conta no MB. Aqueles que possuem um perfil cadastrado no MB já poderão aproveitar a conexão simplificada com o Invight.

Rede social de investimentos

Projeto que nasceu em 2021 e foi lançado no mercado em julho de 2022, o Invight é uma rede social de investimentos que tem o objetivo de democratizar o acesso das pessoas a informações de qualidade sobre o mercado financeiro e suas oportunidades.

O Invight é gratuito – basta baixar o app no iPhone, iPad ou no sistema Android. A plataforma é agnóstica e utiliza ferramentas tecnológicas de última geração, as quais permitem que o usuário cadastrado tenha o poder de decisão para montar sua carteira.

Também está aberta para que novos Early Adopters – grupo de usuários abertos à experimentação de novas tecnologias e responsável pelo fornecimento de feedbacks de melhorias de soluções e produtos – participem e contribuam para o aperfeiçoamento do app.

Publicidade

Atualmente, fazem parte do Invight grandes corretoras como BTG Pactual, Empiricus Investimentos e Necton onde os investidores podem enviar e acompanhar suas ordens em tempo real; casas de análises de investimentos como GuiaInvest, SaraInvest e Inside Research; além de empresas e portais de notícias do mercado financeiro parceiros como BMC&News, Money Times e outros.

VOCÊ PODE GOSTAR
Vitalik Buterin na ETH Taipei 2024. Foto: Rug Radio

Como o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, mantém suas criptomoedas seguras

“Descentralize sua própria segurança”, diz Buterin – mas ele não usa uma cold wallet para suas próprias criptomoedas
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Imagem da matéria: Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

A Casa Branca disse que vetaria uma resolução aprovada hoje pela Câmara dos EUA “para impedir a tomada de poder regulatório da SEC”
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto