Imagem da matéria: Manhã Cripto: Coinbase compra fatia da Circle; Friend.tech muda token do app e Ronaldinho poderá ficar em silêncio em CPI 
Foto: Shutterstock

As duas maiores criptomoedas seguem com pouca variação nesta terça-feira (22) depois das quedas na semana passada, no aguardo de novos catalisadores.  

No mercado acionário, as bolsas na Europa e os índices futuros do Nasdaq sobem com a expectativa do balanço da Nvidia e registro do IPO da Arm, unidade de semicondutores do SoftBank, no que pode ser a maior oferta inicial de ações do ano. 

Publicidade

O Bitcoin (BTC) mostra estabilidade pelo segundo dia, cotado a US$ 26.039,50, segundo dados do Coingecko.   

Análise do índice de força relativa mostra que a maior criptomoeda pode estar sobrevendida na esteira da onda vendedora, que resultou na saída de US$ 55 milhões de produtos de investimentos de ativos digitais. 

Em reais, o BTC cai 0,34%, para R$ 130.341,18, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

O Ethereum (ETH) recua 0,2%, para US$ 1.664,79. Um dado que chamou a atenção do mercado foi a transferência de 600 ETH pelo criador do Ethereum para uma corretora centralizada. 

Algumas altcoins mostram perdas mais acentuadas nesta terça, enquanto outras andam de lado, com destaque para BNB (-1,1%), Cardano (-2%), Solana (-0,5%), Dogecoin (+0,3%), Polkadot (-1,6%), Polygon (-4,1%) e Avalanche (-3,1%). 

Shiba Inu perde 3% nas últimas 24 horas, apesar dos planos de reiniciar sua rede Shibarium depois do lançamento problemático, conforme o CoinDesk. De acordo com o Cointelegraph, o cachorro da raça Shiba que inspirou memes e criptomoedas teria morrido aos 12 anos. 

Publicidade

Coinbase compra fatia na Circle 

O Centre Consortium, emissor da USDC, a segunda maior stablecoin depois da Tether (USDT), foi dissolvido com a compra de uma participação minoritária pela Coinbase na Circle Internet Financial, de acordo com publicação no blog da empresa. 

“O Centre não existirá mais como uma entidade autônoma, e a Circle permanecerá como emissora da USDC, trazendo quaisquer responsabilidades de governança e operações do Centre internamente”, disseram o diretor-presidente da Circle, Jeremy Allaire, e o CEO da corretora cripto americana Coinbase, Brian Armstrong, no comunicado conjunto.  

Segundo o anúncio, a receita dos juros auferidos sobre as reservas em dólares que garantem os tokens USDC continuará a ser compartilhada entre as duas empresas, mas a divisão agora será igual. 

A postagem também informa que a USDC será lançada em seis novas blockchains até o final de outubro, mas sem nomear quais redes. Com isso, a USDC estará disponível em 15 blockchains diferentes, conforme o anúncio. 

Publicidade

Ronaldinho Gaúcho na CPI das Pirâmides 

No Brasil, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Pirâmides Financeiras ouve nesta terça-feira (22) representantes da empresa 18K, que prometia retornos de 2% ao dia por meio de trading e arbitragem de criptomoedas. Entre os representantes está o ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho, fundador e sócio-proprietário da companhia. 

Segundo a coluna Lauro Jardim do jornal O Globo, o Supremo Tribunal Federal concedeu parcialmente um habeas corpus ao ex-jogador para que possa ficar em silêncio durante o depoimento. O ex-atleta, no entanto, não conseguiu autorização para não comparecer à oitiva, como foi o caso dos atores Tatá Werneck e Cauã Reymond, que fizeram publicidade para a pirâmide Atlas Quantum. 

O ministro do STF, Edson Fachin, afirma em sua decisão que os documentos não esclarecem se Ronaldinho Gaúcho foi chamado na condição de investigado ou testemunha, por isso, “deve-se privilegiar a presunção de constitucionalidade da atuação congressual”. 

Outra empresa que pode entrar na mira da CPI das Pirâmides é a agência de viagens 123 Milhas, que anunciou a suspensão das vendas e das emissões de viagens promocionais, de acordo com o InfoMoney, que cita um tuíte do deputado Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), que preside a comissão. 

Outros destaques das criptomoedas  

Em mais um passo para o julgamento em outubro de Sam Bankman-Fried (SBF), cofundador da exchange cripto FTX, promotores enviaram propostas de instruções ao júri na segunda-feira (21) com detalhes sobre cada acusação. Bankman-Fried é acusado de sete crimes, entre eles conspiração para fraude e lavagem de dinheiro, sobre os quais se declara inocente. No mesmo dia, os advogados de SBF registraram um documento dizendo que o ex-CEO de fato acreditava que o uso de fundos de clientes não era ilegal. 

Publicidade

Na sexta-feira (18), Bankman-Fried havia pedido autorização para sair da prisão cinco dias por semana para preparar sua defesa no tribunal federal de Manhattan. O juiz Lewis Kaplan ainda não analisou o pedido, mas permitiu que SBF se encontre nesta terça (22) com seus advogados por 5 horas e meia, quando será indiciado por financiamento ilegal de campanha, informou o CoinDesk

O Friend.tech, o mais novo aplicativo queridinho da internetuma rede social descentralizada que permite a usuários monetizar suas contas no X (antigo Twitter), mudou o nome do token da plataforma, antes chamado “Shares”, para “Keys”. No post publicado na segunda-feira (21), a rede explica que o nome anterior era preliminar: “(…) Achamos que Keys ilustra melhor seu propósito como itens no aplicativo usados para desbloquear as salas de bate-papo de seus amigos”. 

Escapar do radar da SEC, a CVM americana, também pode ter influenciado a decisão de mudar o nome do ativo, segundo o Decrypt. Em sua cruzada contra a indústria, o presidente da SEC, Gary Gensler, classificou muitas moedas digitais como valores mobiliários e, ao chamar seu ativo de “Shares” (ações em inglês), a Friend.tech poderia se tornar alvo do xerife de Wall Street. 

O Ministério da Economia e Sociedade Digital da Tailândia comunicou que planeja tomar medidas legais contra o Facebook, controlado pela Meta, por supostos anúncios fraudulentos de criptomoedas na plataforma, a menos que a rede social atue de forma ativa para resolver o problema, conforme o The Block

Em comunicado divulgado na segunda-feira, o ministério informou que pretende pedir a um tribunal local que feche o Facebook no país no final deste mês caso a rede não adote uma abordagem mais ativa para retirar anúncios supostamente relacionados a golpes – alguns envolvendo criptos. A Reuters apurou que o ministério está coletando evidências de irregularidades cometidas pelo Facebook que seriam apresentadas ao tribunal. A Meta ainda não respondeu a um pedido de comentário. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Importação de criptomoedas no Brasil dobra e chega a R$ 14 bilhões no 1º bimestre

Importação de criptomoedas no Brasil dobra e chega a R$ 14 bilhões no 1º bimestre

Dados do Banco Central mostram que a importação de criptoativos saltou de US$ 1,4 bilhão no primeiro bimestre de 2023, para US$ 2,9 bilhões no início deste ano
Imagem da matéria: STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

De acordo com as investigações, a pirâmide criada pelo belga prejudicou milhares de investidores em diversos países europeus
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Aprovação de ETFs de Bitcoin e Ethereum pode ocorrer segunda em Hong Kong

O esperado aceno regulatório abriria um dos maiores mercados financeiros do mundo para os ETFs de Bitcoin e Ethereum
Placa com o logotipo da b3

B3 começa a negociar contrato futuro de Bitcoin nesta quarta-feira

Contrato futuro de Bitcoin será equivalente a 100 do valor da criptomoeda em reais e terá vencimento mensal, informou a Bolsa de Valores