Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin e Ethereum retomam alta; Comissão do Senado aprova imposto de criptomoedas
Foto: Shutterstock

mercado de criptomoedas parece ter digerido a multa bilionária imposta à Binance por autoridades americanas e opera com ganhos nesta quinta-feira (23), em dia de baixo volume de negociação devido ao feriado de Ação de Graças nos EUA. 

Bitcoin avança 2,4% em 24 horas, para US$ 37.487,19, segundo dados do Coingecko.    

Publicidade

Em reais, o BTC ganha 2%, negociado a R$ 184.686,69, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).   

Ethereum (ETH) registra alta de 3,4%, cotado a US$ 2.074,36.  

As principais altcoins também se recuperam das perdas das últimas sessões, entre elas BNB (+0,1%), XRP (+3,7%), Cardano (+4,2%), Solana (+6,5%), Dogecoin (+2,6%), TRON (+3,6%), Toncoin (+0,4%), Polygon (+3,7%), Polkadot (+2,4%), Chainlink (+2,8%), Avalanche (+5,3%) e Shiba Inu (+2,8%).  

CAE do Senado aprova imposto de criptomoedas 

No Brasil, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) aprovou na quarta-feira (22) um projeto de lei que cria um imposto para quem investe em criptomoedas no Brasil por meio de alguma corretora estrangeira, como Binance e Coinbase, de acordo com o Valor Econômico.  

O texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e ainda precisa ser votado pelo plenário do Senado antes de seguir para sanção presidencial.

O Projeto de Lei trata da tributação de fundos exclusivos (com poucos cotistas) e offshores, mantidos por brasileiros no exterior. A proposta inclui também os criptoativos, tratados no texto como “ativos virtuais”.

Publicidade

O PL, porém, avançou para o Senado com uma importante mudança em relação ao texto original proposto em agosto: os investimentos no exterior (em que estão incluídas as criptomoedas) passam a ter uma alíquota padrão de 15%. Originalmente estavam previstas faixas de impostos que podiam chegar a 22,5% sobre os investimentos no exterior que superassem R$ 50 mil.

Promotores querem impedir saída de CZ dos EUA 

Promotores dos EUA pediram que Changpeng “CZ” Zhao, fundador e ex-CEO da Binance, seja impedido de deixar o país antes de sua sentença marcada para fevereiro de 2024. 

Em documento apresentado na quarta-feira (22) e compartilhado pelo The Block, os promotores afirmaram que CZ, que é cidadão dos Emirados Árabes Unidos e do Canadá, não deveria ser autorizado a regressar à sua residência nos Emirados Árabes Unidos antes da sentença, em 23 de fevereiro do ano que vem, dado “o risco substancial de fuga”.  

CZ renunciou ao cargo de CEO da Binance na terça-feira (21), coincidindo com o anúncio de acusações feitas pelo Departamento de Justiça dos EUA contra o empresário e a exchange. 

Publicidade

Documentos revelados do processo mostram que falhas da Binance permitiram que grupos como Hamas, Estado Islâmico e al-Qaeda realizassem transações com criptomoedas, destaca artigo da Bloomberg, e detalham o conhecimento da empresa sobre usuários envolvidos em atividades ilícitas, de acordo com o New York Times

E a recente confissão de culpa da Binance e de seu CEO por acusações de lavagem de dinheiro levantou questões sobre transferências de stablecoins antes do acordo, conforme o Decrypt

Uma transação de US$ 3,9 bilhões em Tether (USDT) se alinha com a multa de US$ 4,3 bilhões que a Binance concordou em pagar. Os fundos foram transferidos de uma carteira fria da Binance para outra. A carteira de destino agora possui US$ 3,2 bilhões em ativos, principalmente em USDT. 

Outros destaques das criptomoedas 

O ecossistema de criptoativos Patex planeja lançar uma plataforma de criptomoedas no início de 2024 na América Latina, segundo o Valor Econômico. Com investimento de US$ 100 milhões, a operação vai começar pelo Brasil sob o comando de Ricardo Da Ros, executivo que liderou as equipes iniciais da Binance, Ripio e Crypto.com no país. A Patex também pretende oferecer cursos gratuitos e pagos sobre criptoativos, blockchain e web3 em um campus virtual. 

O protocolo KyberSwap sofreu um hack US$ 47 milhões, mostram dados on-chain. Os recursos eram provenientes da ferramenta de liquidez Elastic Pools, informou o The Block. Os fundos foram transferidos de forma inesperada de carteiras associadas ao protocolo para uma única “wallet”, conforme apontado anteriormente por um usuário conhecido como Spreek no X. 

Publicidade

Antes da demissão de Sam Altman da OpenAI, vários pesquisadores escreveram uma carta ao conselho de administração alertando sobre uma poderosa descoberta de inteligência artificial que, segundo eles, poderia ameaçar a humanidade, disseram duas pessoas a par do assunto à Reuters. Altman retornou ao posto de CEO na terça-feira (21) em meio à pressão da Microsoft para que o executivo fosse readmitido e ameaças de saída em massa de funcionários. 

You May Also Like
Edward Snowden aparece em telão montado em conferẽncia

Bitcoin é o “avanço monetário mais significativo desde a criação da moeda”, diz Edward Snowden

Edward Snowden chamou sua visão sobre o Bitcoin de “impopular, mas verdadeira” em um tweet referenciando o criador da criptomoeda, Satoshi Nakamoto
Alan Deivid de Barros, 'Allan Barros', passeia em barco

Homem expulso de padaria por uso de notebook é preso acusado de fraude com criptomoedas

Alan Barros, que viralizou em um vídeo na internet, é investigado por um suposto golpe cripto que fez 22 mil vítimas no Brasil e no exterior
Imagem da matéria: Fundador do 'Axie Infinity' sofre hack de US$ 9,5 mi em Ethereum

Fundador do ‘Axie Infinity’ sofre hack de US$ 9,5 mi em Ethereum

Ao todo, cerca de 3.250 ETH (US$ 9,5 milhões) foram roubados das carteiras da rede Ronin e enviados para três carteiras Ethereum separadas
Imagem da matéria: Nova leva de e-mails de Satoshi Nakamoto revela detalhes sobre a criação do Bitcoin

Nova leva de e-mails de Satoshi Nakamoto revela detalhes sobre a criação do Bitcoin

Nakamoto escreveu que chamar o Bitcoin de investimento era “perigoso” e disse que promover seu anonimato poderia ser visto como algo “suspeito”