Imagem da matéria: Mais da metade dos validadores de Ethereum já usam serviço que censura transações
Foto: Shutterstock

No início de outubro, a comunidade cripto estava preocupava com o crescimento do número de blocos de Ethereum que censurava transações ao passar pelo Flashbots, um serviço de infraestrutura usado por validadores que buscam lucros maiores.

Mesmo sem nenhuma recomendação direta de reguladores, esse serviço censura transações que passam pelo Tornado Cash, um serviço de mixing de criptomoedas que foi proibido nos EUA em agosto.

Publicidade

No dia 3 de outubro, 28% dos blocos de Ethereum pós-Fusão eram adicionados por validadores que usavam o Flashbots, ou seja, que censuravam transações. 

Menos de um mês depois, essa porcentagem já saltou para 63% dos blocos, conforme revelam dados desta quarta-feira (26) do MEV Watch, um painel que rastreia os blocos de Ethereum com risco de terem sido censurados.  

Porcentagem de blocos de ETH complacentes com a OFAC pós-fusão
Porcentagem de blocos de ETH complacentes com a OFAC pós-fusão (Fonte: MEV Watch)

Conforme aponta o site, esses blocos são complacentes com as normas da Agência de Controle de Ativos Estrangeiros dos EUA (OFAC) e podem excluir transações que partem de serviços e endereços adicionados à “lista negra” das autoridades americanas.

Como os números mostram, validadores do Ethereum estão priorizando o lucro ao usar o Flashbots ao invés de combater a possível censura na rede. 

Publicidade

Segundo estimativa do The Block, o Flashbots oferece atualmente um pagamento médio 0,12 ETH (US$ 147) por bloco ao validador, que ganharia cerca de 0,036 ETH (US$ 44) sem utilizar esse serviço.

Essa priorização dos lucros levantou a crítica de parte da comunidade cripto, principalmente dos bitcoiners. O usuário @TomerStrolight, por exemplo, compartilhou um gráfico que mostra que dos últimos 100 blocos do Ethereum, apenas um não usava Flashbots e estava 100% livre de censura.

“Por que ninguém está falando sobre isso?”, questionou. “Ethereum não é um computador mundial, é um computador do governo”, respondeu @nvk.

O que é o Flashbots e o MEV-boost?

Flashbots é um operador de MEV-boost, mecanismo no qual validadores podem terceirizar a produção de blocos para ganhar recompensas maiores oferecidas pelos usuários, aumentando assim seus lucros. 

Publicidade

Como explica o desenvolvedor Jon Charbonneau, o MEV-Boost roda em um software adicional — neste caso, Flashbots — que validadores podem executar em paralelo aos seus clientes tradicionais de Ethereum para consultar a construção de blocos fora da cadeia. 

Através do Flashbots, um validador pode receber pacotes de transações direto de usuários para inseri-las de forma direta no bloco. Desse modo, as transações não seguem o fluxo normal de ir para a rede pública a espera de validação.

O serviço pode ser útil para traders que querem se proteger de ataques MEV (“valor máximo extraível”), no qual robôs vasculham transações à espera de validação na blockchain para encontrar oportunidades de arbitragem.

Fazer transações através de Flashbots envolve um custo maior para o investidor, o que significa mais recompensas para quem trabalha na rede e isso ajuda a explicar o crescimento do número de validadores abraçando o serviço. 

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

Publicidade
VOCÊ PODE GOSTAR
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

ETFs de Ethereum: aqui estão todas as solicitações aguardando aprovação da SEC

O prazo de decisão da SEC para os produtos propostos com Ethereum varia de final de maio a início de agosto
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

Memecoin da rede Solana com tema GameStop sobe 1.900% e desperta febre do GME

A memecoin GME decolou na segunda-feira (13), entregando retornos consideráveis, superando os das ações da GameStop