Imagem da matéria: LUNA ultrapassa Ethereum e vira a segunda criptomoeda mais bloqueada em staking
(Foto: Shutterstock)

A criptomoeda Terra (LUNA) ultrapassou o Ethereum e se tornou o segundo token mais alocado nos serviços de staking, base das criptomoedas que utilizam o consenso de prova de participação (PoS). A ultrapassagem aconteceu graças ao aumento de preço da moeda nativa da Terra Network na semana passada.

Agora o staking de LUNA possui a segunda presença mais forte nos pools de liquidez do mercado, perdendo apenas para aSolana (SOL) que se mantém em primeiro lugar.

Publicidade

No momento do texto, cerca de US$ 30 bilhões em LUNA estão bloqueados em staking em várias exchanges, enquanto o ETH vem em segundo lugar, com cerca de US$ 28 bilhões. A Solana lidera com US$ 40 bilhões em SOL bloqueado em diferentes plataformas, segundo informações da plataforma de análise Staking Rewards.

Os dados revelam que cerca de 41% de todos os tokens LUNA em circulação estão sob staking, cujo rendimento anual pode chegar a 7% na Orion.money, por exemplo. Mesmo assim, a capitalização de mercado do Ethereum é muito maior, chegando a US$ 340 bilhões, enquanto a da LUNA fica em torno de US$ 33,1 bilhões.

Éntre os maiores protocolos cross-chain, Orion.money detém a maior porcentagem de LUNA em staking; são cerca de US$ 2 bilhões em criptomoeda bloqueado por 43 mil usuários, segundo o Coindesk.

As criptomoedas mais bloqueadas em staking (Fonte: Staking Rewards)

Staking de LUNA

Fazer ‘staking’ de uma criptomoeda é um processo no qual detentores de tokens bloqueiam uma parte de seus fundos para se elegerem como participantes ativos na administração da rede. Em troca desse ‘bloqueio’ que na prática garante a segurança do ecossistema, eles recebem recompensas distribuídas na forma da própria criptomoeda colocada em staking.

Publicidade

Se tratando de staking em aplicativos construídos na blockchain do Ethereum, a rede se torna soberana, com mais de US$ 118 bilhões em staking. Nesta comparação, concluiu o Coindesk, ativos bloqueados na rede Terra ficam em torno de US$ 23 bilhões, enquanto na rede Solana são US$ 7 bilhões, segundo dados da DeFiLlama.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

Blockchain deve chegar com casos de uso: diploma digital pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e uma cadeia de custódia de provas
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”