Imagem da matéria: Líbia desmonta operação clandestina de mineração de Bitcoin e prende 50 chineses
Operação clandestina de mineração de Bitcoin na Líbia (Foto: Ministério Pública da Líbia)

As autoridades da Líbia, país no norte da África, desmontaram na sexta-feira (23) uma operação clandestina de mineração de Bitcoin na cidade de Zliten, em uma ação que resultou na prisão de 50 cidadãos chineses. As informações foram divulgadas pelo Ministério Público local, conforme reportagem do portal Middle East Eye

A ação contra mineradores piratas no país africano têm se tornado comuns. No último dia 21, dez outros cidadãos chineses foram presos por estarem tocando uma operação ilegal de mineração. 

Publicidade

A Líbia tem uma das eletricidades mais baratas do mundo: US$ 0,004 por kilowatt/hora, o que é 40 vezes mais barato que nos Estados Unidos. 

Esse preço tem atraído mineradores de Bitcoin, mas as autoridades da Líbia lutam contra esse movimento. Isso porque o país tem um fornecimento de energia instável, com apagões que chegam a durar 18 horas.

O Ministério Público da Líbia publicou um vídeo no Facebook mostrando a operação clandestina de mineraçao de Bitcoins desmontada na sexta-feira (23):

O procurador-geral da Líbia, Siddiq Al-Sour, disse por meio de comunicado que esses atos “violam a lei”, pois os mineradores piratas usam “dispositivos de alta energia [que] aproveitam uma grande quantidade de material para minerar criptomoedas”.

Publicidade

O comunicado ainda diz que as autoridades líbias estão buscando a ajuda de especialistas para avaliar “os danos ao dinheiro público e ao interesse público como resultado do uso de dispositivos de alta energia e da violação das regras da política monetária”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

Estado dos EUA investe R$ 510 milhões em ETF de Bitcoin da BlackRock

O investimento foi confirmado hoje pelo Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin (SWIB)
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120