Tela do game Cometh Battle
Foto: Divulgação

A empresa fabricante de wallets para criptomoedas Ledger está adicionando um jogo blockchain, Cometh Battle, ao seu aplicativo Ledger Live. A companhia anunciou a nova empreitada na quarta-feira (11).

O aplicativo de software da empresa – projetado para fornecer uma interface mais robusta para os usuários visualizarem suas negociações e gerenciar criptomoedas como Bitcoin e Ethereum – agora também permitirá que os usuários joguem um jogo Web3.

Publicidade

Cometh Battle é um jogo digital de ficção científica gratuito que lançou sua versão beta aberta na rede Polygon em maio de 2022. Seus ativos no jogo são NFTs que podem ser comprados, vendidos ou alugados. Também é PVP, o que significa que cada jogador enfrenta outro em partidas online de pessoa contra pessoa, assim como é feito no popular game Hearthstone.

Veja abaixo o trailer de Cometh Battle:

Os jogadores recebem 40 cartas e uma nave espacial NFT de graça quando começam e, em seguida, esses ativos iniciais podem ser negociados ou atualizados.

A inclusão da Ledger de um jogo Web3 é digna de nota porque não será exclusiva dos proprietários de hardware da Ledger. Qualquer pessoa pode baixar o aplicativo Ledger, criar uma conta na blockchain associada ao jogo por meio do Ledger Live – neste caso, a Polygon – e jogar.

O CEO da Cometh, Jerome de Tychey, acredita que a presença do jogo no Ledger Live tornará a experiência mais segura e descomplicada para os jogadores.

Publicidade

“Os muitos hacks costumam ser uma limitação para novos usuários ingressarem no Web3”, disse Tychey em um comunicado. “Esta parceria com a Ledger não apenas aumenta a segurança do nosso ecossistema, mas também visa integrar mais jogadores com segurança ao Web3. Queremos fornecer um ambiente onde os jogadores possam desfrutar do jogo sem estar constantemente em alerta sempre que assinarem uma transação.”

Cometh Battle é o primeiro jogo a ser lançado no Ledger Live, mas Carl Anderson – vice-presidente de engenharia de consumo da Ledger – disse à Decrypt que a empresa deseja ver sua plataforma servir como um hub para mais jogos Web3.

“Somos uma plataforma aberta”, disse Anderson. “Este é o primeiro jogo no Ledger Live e, embora ainda não tenhamos outros jogos no roteiro, esperamos ver mais no futuro”.

Se o Ledger Live algum dia se tornar um destino próspero para jogos da Web3, isso daria aos criadores outra opção para alcançar os jogadores em meio à nova política rígida da Apple sobre NFTs e a rejeição total de NFTs do Steam.

Publicidade

A Epic Games Store permitiu jogos NFT até agora, enquanto a Gala Games desenvolveu sua própria plataforma de distribuição para atrair jogadores. A entrada da Ledger no mercado nascente sugere que o ecossistema de jogos Web3 ainda está em sua infância – com muito espaço para crescer.

Traduzido com autorização do Decrypt

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

Blockchain deve chegar com casos de uso: diploma digital pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e uma cadeia de custódia de provas
Imagem da matéria: Semana Cripto: ETFs de Ethereum recebem sinal verde; Dogecoin dispara com tweet de Elon Musk

Semana Cripto: ETFs de Ethereum recebem sinal verde; Dogecoin dispara com tweet de Elon Musk

Muitas coisas inesperadas aconteceram esta semana, mas o mercado estava atento e engajado
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”