Imagem da matéria: Justiça Permite que Santander Feche Conta da Mercado Bitcoin
Foto: Reprodução

A 16ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo vai permitir que o banco espanhol Santander feche a conta corrente da corretora brasileira Mercado Bitcoin. Exchange vinha tentando desde dezembro de 2017, por meio de uma ação, manter a conta aberta.

Na decisão, que cabe recurso, o juiz do caso, Leandro de Paula Martins Constant, deu ganho de causa para o banco por entender que o fechamento da conta não inviabilizaria a empresa brasileira:

Publicidade

“Não se verifica que o encerramento unilateral da conta, preceito de prazo suficiente para abertura de conta corrente em outra instituição, inviabilize a atividade da autora, que não demonstrou durante o curso da ação, ter negado ou tomado providências burocráticas demoradas para alteração de conta bancária que superassem o prazo previsto na notificação, de modo que não se verifica abuso na prática adotada pelo réu”.

A Mercado Bitcoin havia ganhado anteriormente, em dezembro, o direito de manter a sua conta corrente junto ao Santander pelo prazo de noventa dias, por meio de uma decisão liminar concedida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. O prazo, entretanto, expirou.

Na ocasião, o banco havia dado 30 dias de aviso prévio para o fechamento da conta.

Os que as empresas dizem

A Mercado Bitcoin disse, em nota, que lamenta a decisão da justiça e informa que está tomando todas as providências necessárias. A empresa reforçou que mantém “parcerias com outras instituições financeiras para garantir que as transferências bancárias para compra de criptomoedas ocorram, sem afetar nossos clientes”. Já o Santander informou que “não comenta caso sub judice

Casos similares

Não é a primeira vez que algo assim acontece com a corretora. Segundo a Folha de São Paulo, em 2015 o Itaú agiu de maneira semelhante ao Santander. Na ocasião, o caso chegou ao Superior Tribunal de Justiça, com vitória para o banco.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…